sábado, 4 de dezembro de 2010

Portugal e os seus costumes III

Em contagem decrescente para o Natal, lembrei-me de um outro hábito muito português e que se evidencia a grande escala por esta altura. O povo português sente-se bem em deixar tudo para o último momento. Naturalmente nesta época de consumismo extremo, os portugueses habituaram-se a aguardar pelas últimas horas para umas compras de última hora. Hoje em dia, penso que este vício tende a ser combatido por diversos motivos:
  • os primeiros ficam com as melhores oportunidades de negócio;
  • pura preguiça, 'vamos acabar com isto já e fica feito'
  • os produtos começam a escassear e lá vamos ter que oferecer loiça à prima em 7º grau que vive num país asiático qualquer e só quando vier de férias é que vê o presente;
  • muitos já optam por comprar presentes para os entes mais próximos, logo não sentem necessidade de esperar até à última semana para comprar.
Aliado a este hábito existe também o conceito da Hora H e não, não estou a falar do antigo programa do Herman. A Hora H é o momento certo para fazer determinada coisa e ao que parece a Hora H Portuguesa é aquela mais perto do fim. Eu também sofro desta patologia, claramente. Chega a ser engraçado ver toda a gente a correr de loja em loja cheios de sacos com embrulhos. E quando depois encontram um presente melhor do que o que compraram para à pessoa X, ficam tão enraivecidas, fazem figuras em plena loja e fazem estudos de orçamentos. acabando por comprar tudo.

3 comentários:

Honey Everly Rose. disse...

Na altura de Natal , o melhor dia para ie as compras é ao Domingo, a hora de jantar. :b

Catarina disse...

Eu sou um bom exemplo do povo português, dado que não tenho combatido esse vício de deixar tudo para a última. Há que manter tradições! (:


P.S.- Cada vez percebo menos disto tudo. Acho que nem a dita esperteza me leva lá. ^^

Manganet disse...

Entretanto já pus a carregar :p