sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Jukebox # New Year's Day


U2 - New Year's Day

I will be with you again.

Sidney , 1993
Grande ano, bons vinhos, bons ventos, bons nascimentos.

dois mil e dez em nomes

anaalexandra-anacatarina-anacristina-anamafalda-andréfilipe-catarinacerqueira-cristianafilipa-filipahenriques-joãoafonso-jorgemiguel-luzescamaraacção-magdafilipa-mariajoão-pauloalexandre-ricardobraga-saracardoso-sarafilipa-sarajoão-sebastião-sofiacoelho

A família tigre ficou de fora porque estão sempre presentes.
Pensei muito sobre a publicação deste post ou não, achei que tinha pouco a perder. Não sei de quem me esqueci, não sei se me esqueci.
Se isto fosse um memorial estariam estrelas em vez de nomes, como não é estão os nomes. Os nomes que mais estiveram comigo, que mais cruzaram o meu pensamento verdadeiramente, por motivos vários. Uns obrigatórios, outros nem tantos, uns presentes, outros distantes, cada um à sua maneira esteve comigo em determinado momento que não esqueço.



Um Grande e Sincero Obrigado pelo meu dois mil e dez.
luís, el tigre

só por acaso

Sabem o que me faz confusão ?

Aqueles que seguem o próprio blog.

Mas isto é a mim, que nada percebo disto e sou muito inexperiente.


 E esta mania de terminar um post a escrever em itálico e alinhado à direita também não foi nada copiada mas enfim, espero que a pessoa se manifeste!

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

dúvida II

Tenho de ser honesto. Desta vez tem mesmo de ser. Let's face it. Sem querer parecer convencido ou algo do género, por vezes um rapaz percebe mesmo as intenções de uma rapariga. Do género, uma rapariga pede a um amigo do rapaz o número desse rapaz. Não é por acaso certo? Não foi aleatório nem nada. O amigo do rapaz avisa-o que isso aconteceu e pergunta se quer dar-lhe o número. Aí o rapaz tem o destino do mundo nas mãos. Dá ou não? Imaginemos que até (fui) é nice e lhe dá o número. A rapariga mostra-se interessada e não sei quê, põe-se com os adjectivos banais e gastos e coisa e tal. Mas o que acontece é que ele não está para a coisa com essa rapariga.
O que é que um gajo deve dizer a estas raparigas para que elas se afastem ? Sem querer parecer parvo e insensível e 'aiii que ele não te merece', e 'aiii que tu arranjas melhor'. Atenção que estou a falar num restrito número de raparigas que nem se limita a conhecer o rapaz, apenas lhe tenta aumentar o ego com esperança de obter algo em troca.
Eu sei que a maior parte do meu público é feminino por isso gostaria de ter uma ajudinha nesta questão. É para um amigo meu, estão sempre a acontecer-lhe coisas deste tipo. A sério.

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

obrigado

Obrigado Catarina e J. por me ajudarem a lavar a cara ao meu blog. Ou por lavarem-no quase sozinho, digamos.

Agora vamos lá a saber as opiniões do povo. C'mon!

Yaa, ainda que não gostem não me vou dar ao trabalho de mudar durante uns meses. Só estou a ser sincero.

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

coyote's gold

cenas fixes que se encontram quando se está sozinho em casa

No youtube, ontem, encontrei isto. Yaa, um piano interactivo no youtube. Bem marado né ? É que é uma ideia incrível. Para tocar é deixar o video carregar e depois pôr play e carregar nos números do teclado. Interessante. Estava para colocar aqui o vídeo mas na pré-visualização não estava a dar a cena dos números. A magia perdia-se toda por lá.

Outra cena, no youtube dá para jogar snake! Parece que toda a gente sabia menos eu. Sinto mesmo que toda a gente sabia disto menos eu. É horrível esconder um segredo destes. Seus bastardos.
Se há mais pessoas a quem esconderam este segredo e querem jogar snake, é pôr um vídeo ao calhas, deixar carregar um bocado, pôr em play, depois em pause, de seguida é premir a seta esquerda do teclado durante 3 segundos e logo depois seta para baixo. Comigo resulta assim, mas também já resultou de outras formas. Amazing não é ? Um vídeo explicador se ainda não toparam a cena. Aqui.

sábado, 25 de dezembro de 2010

Portugal e os seus costumes IV

O português tem uma mania parva que eu notei que é de tentar remediar sempre que algo não está como deveria estar. Mas tenta remediar por preguiça e por parvoíce, dado que o melhor a maior parte das vezes é começar de novo, mas enfim. Nota-se isto muito no Governo, por exemplo, há uma coisa que é proposta e sendo que não sai bem à primeira eles mexem naquilo, cada um dá o seu jeitinho e complicam lá a coisa toda. É como nós quando vamos na estrada, a conduzir e nos enganamos no caminho, em vez de voltarmos logo para trás, temos tendência a inventar novos caminhos e trilhos que fazem com que fiquemos cada vez mais perdidos. Não será mais fácil cair na realidade e admitir que nos perdemos e voltar para trás? Isto sou eu a falar claro. Nem sempre funciona assim. 'todos os caminhos vão dar a Roma', ok, boa , e se eu não quiser ir para Roma ?! Pois, aí é que a coisa fica toda fodida.

chegou a hora

Feliz Natal Blogosfera.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Jukebox # Especial Natal



Música mítica de Natal. bla bla bla. Aqui cantada pelo David Fonseca, encontrei isto e gostei muito. Já devem estar todos fartos de a ouvir na rua e assim, eu também, mas continuo a gostar. De qualquer forma, achei que era fofinho por aqui uma banda sonora de natal e já que arranjei uma cantada por um português, melhor. Era isto ou aquela dos Anjos. Yaa, eu sei. Por isso é que escolhi esta.

'Last Christmas,
I gave you my heart,
But the very next day,
You gave it away,
This year, to save me from tears,
I'll give it to someone special'


Em relação ao 'next Christmas', a ver vamos...

#Hashtag, last christmas

#1 - I gave my heart

#2 - I had a girlfriend

#3 - tinha frio

#4 - não queria estar com tanta gente

#5 - vi bons filmes

#6 - esperava que o natal deste ano fosse igual ou melhor

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

..

e quê , as notas foram boas ?


Diz que sim. Diz que sim.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

panthera tigris

'Nós, os Tigres (Panthera tigris) somos mamíferos da família dos Felinos. Somos uma das quatro espécies dos "grandes gatos" que pertence ao género Panthera. Somos predadores carnívoros.
Um macho adulto pesa em média 300 kg. Somos caçadores nocturnos e apesar do nosso grande tamanho, podemos aproximar-nos das presas em completo silêncio, antes de cairmos sobre elas a curta distância. Entre os carnívoros terrestres temos os maiores dentes que podem chegar a 10 cm e as maiores garras atingindo os 8 cm. A força da nossa mordida é uma das mais fortes entre todos os felinos. Somos grandes nadadores e usamos isso, essencialmente, para nos refrescarmos. Já aconteceu de tigres nadarem mais de 5km. Além disso somos ágeis e velozes, capazes de andar em terrenos rochosos e subir em árvores com troncos grossos (apesar não subirmos com frequência, sendo relativamente raro já que nunca temos motivos para subir). Somos caracterizados pelo nosso padrão listado, cada tigre possui o seu padrão, logo não existem dois tigres iguais. Funciona como uma impressão digital.'

in TigriPédia.
Mãaae, dá-me um destes!

x

'Kiss me, is this a dream?
Should I believe it?
Please promise to me that I'm not going to get hurt this time.'

Yaa, faz parte da Jukebox #9.
gosto, agrada-me. dá-me gosto. sabe-me bem. O tigre está a ficar (demasiado) manso.
culpa do natal, ou não.


segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

E o Tigre recomenda ..


A Tempo e Horas. Muito bom, muito bom. Boa comédia, bom tempo passado. Tem tudo, boa música, boa vibe, boas piadas.
No ponto.
Nota 8/10.

looks like we made it


yeaaah.

domingo, 19 de dezembro de 2010

a preto e branco

Hoje ao almoço discutia com o meu pai sobre o mal vs bem e o certo vs errado. Ele dizia que o bem devia ficar sempre por cima e eu dizia-lhe que não, que o certo é que devia ficar por cima. Estes conceitos misturam-se muito, mas na altura tudo me fez sentido e continua a fazer. Ora vejamos, tomemos o bem como aquilo que devemos sempre fazer supostamente, como nunca roubar, nunca matar, pagar os impostos, etc. Agora pensemos no certo como a coisa certa no momento certo. Nós podemos fazer a coisa certa não praticando o bem, se assim não for, tanto melhor, mas nem sempre é possível isso. Exemplo prático: se eu visse um terrorista maluco a plantar uma bomba no meu prédio e eu tivesse uma arma de fogo na mão, eu ia praticar o certo mas não propriamente o bem, dado que lhe ia fazer a folha. Sem espinhas, é mesmo assim. Devemos fazer o certo porque deixa a nossa consciência limpa, enquanto que o bem nem sempre o faz. O certo deve prevalecer sempre.
É só o que eu acho.

sábado, 18 de dezembro de 2010

as festas de natal deixam saudades

Saudades do meu Ensino Básico. Eram muito normais as festinhas de natal lá na minha escola mas eram sagradas. Cantoria para ali, flautas para não sei onde, as meninas a dançar, um mundo novo para qualquer rapazinho aspirante a ter uima daquelas bailarinas improvisadas. Depois da festa despedíamo-nos uns dos outros como se nunca mais nos fôssemos ver ou assim. Ser chavalo era bom. Era momento para aproveitar também para estar com os amigos mais próximos. Alguma troca de presentes ou não. Uns comes e bebes. Comer fora. Ir ao cinema ou assim. Nesse dia já se estava sem qualquer pressão e era para ser aproveitado.
Admito que tenho saudades até. Agora já não há espaço para esse tipo de festas na minha vida. Havia um clima intimista nestes momentos, era engraçado.
O Tigre num momento nostálgico. 'omg'

Merry Christmas fellows.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

fobias parvas

Isto foi visto na wikipédia, logo é sempre duvidoso dado que escreve lá quem quer. Ora bem apanhei umas quantas que me pareceram interessantes.
Passo a citar:
  • Afobia - medo da falta de fobias.
Really ? Isto existe ? Há mesmo alguém que goste de ter fobias? Esta é especialmente interessante. Depois vêm as tendências sado-masoquistas.
  • Balistofobia - medo de mísseis.
Boa. Se eu vir um míssil em direcção a mim também me cago todo.
  • Hipopotomonstrosesquipedaliofobia - medo de dizer palavras grandes.
Irony.


Algumas fobias podem ter vários nomes, mais uma vez, veio da wikipédia, nunca se sabe. Achei engraçado. Não tive paciência para ver mais. Mas gostei destas.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

gosto gosto.

there's no sugar

NOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!

(gif engraçado que eu não arranjei, vocês imaginam. )

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

sobre o =3

Para quem não sabe o equals three é um canal no youtube de um gajo americano. É um gajo que recolhe alguns dos videos mais hilariantes e jocosos que a internet oferece para aí. Depois ele junta para lá umas piadas homemade e eu consigo rir-me daquilo. Óbvio que para isso contribui a minha faculdade de perceber o que ele diz. E todas as semanas lá vou eu ver as adições mais recentes. Muito bom mesmo.

Fica aqui o canal do moço. Propaganda grátis. Sou mesmo fixe.

P.S -  já apareceu um vídeo referente ao nosso país. Vejam. Yaa, os elefantes são de Portugal. Que gratificante.

P.S.S - outro vídeo bom. Aqui.

sábado, 11 de dezembro de 2010

101


Porcarias publicadas. Parabéns à minha imaginação.


sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

gosto de não dever nada a ninguém

Ajuda a seguir em frente.
A minha frontalidade permitiu-me dizer e avançar na vida sem pedras no caminho. Não adianta deixar coisas pendentes no passado se nos tapam o caminho. É o mal de muita gente. Depois se os outros conseguem passar à frente com  naturalidade é porque são frios-sem coração-pedras-se fazem de forte. Isto é estúpido. Só porque não sei quem conseguiu ir mais além e superar não quer dizer que não tenha sentimentos ou o diabo a quatro. Essa pessoa é que está bem e todos vocês, os deprimidos, é que estão mal. Face it. Um gajo até pode parecer bué insensível em X situação mas não é. Apenas faz o que está certo.
Retomando, eu gosto de viver um dia de cada vez. As circunstâncias levaram-me a não tomar nada por certo e é melhor aproveitar a chuva que cai porque pode ser a última chuva que sentirei nas trombas. Da mesma forma, digo tudo o que tenho a dizer quando acho que o devo. Óbvio que não ando aí a ofender as pessoas. Agora se me perguntarem e se tiver de dizer coisas que não querem muito ouvir digo. Se não disser por pura cortesia, é provável que saia da conversa respeitosamente.
Não devo nada a ninguém, gosto de acreditar que vivo como quero, ainda que condicionado pelo que acontece. Ando como me apetece e a minha barba tem o tamanho que quero. O meu cabelo também. Ninguém tem nada a ver com isso. Uma pessoa quanto mais livre se sentir mais feliz se poderá sentir também. Parece-me.

Lá no fundo sou um gentleman. Mas frontal e directo. Quem me conhece pode corroborar. Já ouviram o que não queriam, mas estou certo que não lhes fez mal nenhum.
Carpe Diem.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

signos do zodíaco

Acho piada a isto dos signos do zodíaco. Acho que se sobrevaloriza isso tudo. Eu sou uma pessoa céptica, tenho dificuldades perante estas coisas. Acho tudo uma treta. Só há uma coisa que gosto, a mitologia toda à volta disto. Isso sim, acho piada. É como se fosse uma história e eu gosto de histórias. No entanto pessoas que adivinham conselhos em função do signo.. Não resulta.
Eu não preciso que ninguém me diga como viver a minha vida.
Eu sou Peixes. Algum entendido que me explique o que isso significa por favor. É que não me sinto melhor ou pior por isso.
Com todo o respeito que tenho pela coisa (não vá ser amaldiçoado pela minha gata preta), juro que não entendo aquilo.

P.S - Isto do zodíaco, só mesmo os Cavaleiros do Zodíaco. Isso sim, gostava. Tempos de miúdo. Adorava aquilo, sem dúvida. (que vergonha)

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

por favor

Não gosto da palavra encarnado.

Digam vermelho.

A gerência agradece.

domingo, 5 de dezembro de 2010

Mulheres de Portugal, tenho-vos a dizer uma coisa sobre os homens e rapazes deste país.

Nós, muitas vezes não percebemos as vossas indirectas. Nem todos nem de todas as vezes, é certo. Mas muitas vezes, é verdade que não percebemos os vossos sinais. Yaaa, o mistério é engraçado. Yaaa, não se pode facilitar sempre. Mas agora que estamos perto do Natal, não sei ...

Sejam directas quando querem alguma coisa. Essa atitude ser-vos-á muito útil de vez em quando. Acreditem em mim. A mim agradam-me essas mulheres. Não gosto de rodeios.

that's racist

vagueava pela net em busca da piada da semana e dei com esta:

O professor diz aos alunos:
- A partir de hoje não há mais racismo na minha sala de aula! A partir de hoje já não há aqui brancos e pretos, passamos a ser todos azuis! Agora vá, azuis clarinhos cá para a frente e azuis escuros lá para trás!


sábado, 4 de dezembro de 2010

Portugal e os seus costumes III

Em contagem decrescente para o Natal, lembrei-me de um outro hábito muito português e que se evidencia a grande escala por esta altura. O povo português sente-se bem em deixar tudo para o último momento. Naturalmente nesta época de consumismo extremo, os portugueses habituaram-se a aguardar pelas últimas horas para umas compras de última hora. Hoje em dia, penso que este vício tende a ser combatido por diversos motivos:
  • os primeiros ficam com as melhores oportunidades de negócio;
  • pura preguiça, 'vamos acabar com isto já e fica feito'
  • os produtos começam a escassear e lá vamos ter que oferecer loiça à prima em 7º grau que vive num país asiático qualquer e só quando vier de férias é que vê o presente;
  • muitos já optam por comprar presentes para os entes mais próximos, logo não sentem necessidade de esperar até à última semana para comprar.
Aliado a este hábito existe também o conceito da Hora H e não, não estou a falar do antigo programa do Herman. A Hora H é o momento certo para fazer determinada coisa e ao que parece a Hora H Portuguesa é aquela mais perto do fim. Eu também sofro desta patologia, claramente. Chega a ser engraçado ver toda a gente a correr de loja em loja cheios de sacos com embrulhos. E quando depois encontram um presente melhor do que o que compraram para à pessoa X, ficam tão enraivecidas, fazem figuras em plena loja e fazem estudos de orçamentos. acabando por comprar tudo.

Jukebox #9



Já queria ter posto esta música há algum tempo. Angel Song dos Silence 4. Gosto bastante. Espero que gostem igualmente. Já tem uns aninhos note-se. Produto nacional certificado.

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Não gosto de erros ortográficos e de 'mau' português. Incomoda-me. Ainda para mais quando os erros são constantes numa pessoa. Eu não consigo passar em branco e tenho uma tendência a corrigir. Atenção que toda a gente erra, não há ninguem que nunca erre neste tipo de coisas. Acho que umas leituras e umas cópias podem solucionar algumas coisas. Geralmente em conversas atropelamos algumas palavras e letras e elas soam de uma forma esquisita, isso é normal. Agora quando deixa de ser 'Lapsus Linguae', a coisa passa a ser preocupante. Grave passa a ser quando o mesmo erro é constantemente repetido.
Eu não suporto mesmo palavras 'inventadas'. Se eu fizesse um apanhado dessas palavras, era algo cómico. Um dicionário cómico. É de mim, ou estou a ter uma ideia comercial ?

1 de Dezembro de 1640

Este é para mim o maior feriado, o mais patriótico, o mais importante de todo o nosso calendário. É verdade que não tem direito a dois dias de férias como no Carnaval, mas merecia.
Para quem não sabe hoje celebra-se a Restauração da Independência, ou seja, o dia em que os portugueses deixaram de ser  um anexo espanhol definitivamente até aos dias de hoje. Para mim e visto que não há um feriado a sério chamado 'Dia da Independência' este é o mais importante para mim. No entanto, o povo português é ingrato e celebra mais outro dia qualquer que este. Fico com vergonha só de pensar no contraste entre a festa do 4th July nos EUA e o nosso 1º de Dezembro.
O país vizinho vive tempos complicados. Não sendo eu profundo conhecedor, sei que a Catalunha e o 'país' Basco querem a sua independência. Acho que Portugal deve ser um exemplo para eles, visto que foi o primeiro a reclamar e a conseguir a sua independência. Duas vezes !! Notar que perdeu a sua independência por parvoíce mas enfim. O nosso país parece que não aprende e é comum ouvir-se hoje que se a Península Ibérica se reunificasse seria bom para nós. Eu não sou 'iluminado' o suficiente para afirmar isso, mas torço o nariz à ideia. A nossa língua seria vista como um dialecto. Gosto de ser português.

P.S - Irónico é que amanha celebra-se o dia em que Portugal será oficialmente um anexo da Espanha, ainda que futebolisticamente falando. Estou a falar da candidatura 'ibérica' ao Mundial de 2018 e 2022. 'Ibérica' é o nome que eles usaram para nos convencer que iríamos participar na festa como convidados de honra. Enfim, mas é menos uma qualificação a ser ultrapassada no limite, é o que vale. 

terça-feira, 30 de novembro de 2010

November Rain




Por motivos óbvios este é o último dia em que poderei escrever este texto. Tem estado para chover e tem de facto chovido. A chuva não veio sozinha, trouxe o Sr.Frio. A Srª. Neve também espreitou em alguns lugares por este país fora. Novembro acaba esta noite e de facto, não sei se gosto de Novembro. Só queria companhia para chegar a casa. O frio arde mais quando se caminha sozinho.
Não gosto de ser melancólico, nada mesmo. Odeio até. Agora sinto-me assim e é isto. Fica feio no meu blog.
Esta é a minha música preferida dos Guns N' Roses, pelo menos uma pessoa além de mim vai gostar da música (espero eu). É grande, mas eu gosto. Novembro cheira a rotina, é uma seca. Só gosto de Novembro ao fim do dia. Quando está frio mas posso escolher o que fazer. Posso ir onde quiser. Mas não vou. Volto para casa que está frio. Irrita-me isto.
Amanhã é feriado. Ao que parece vai estar frio. Ao que parece não me apetece ficar em casa. Ao que parece no shopping maior cá do sítio vai estar quentinho. Não sei, mas apetece-me ir para lá ver o tempo a passar. Se alguém quiser tomar um café lá comigo que diga alguma coisa. Não gosto de café já agora, mas teria todo o gosto em pagar um à pessoa capaz de me dar uma boa conversa.
 

#Hashtag, melhores assuntos para quebrar o gelo em elevadores e autocarros

Como eu sou alto antisocial e antipático e assim vou só dar os exemplos mais práticos que ouvi falar:

#1 - o tempo que chove e não pára de chover, também na sua versão do frio

#2 - futebol, penso que até seja algo comum

#3 - a humidade que entra e se acumula (desta eu safo-me de certeza, até ver pelo menos)

#4 - as práticas da vizinha do 5º esquerdo

#5 - 'os filhos como vão?'

#6 - o outro elevador que nunca funciona

#7 - a vida alheia.


Digam lá de vossa justiça quais usam ou sugiram outros igualmente interessantes ou frequentes.

Sou mesmo antisocial e passo pouca confiança nestas situações. É os mínimos e lá vai. Imagino-me sempre a colocar os phones do meu 'i-phoda.se' invisível num volume máximo e disfrutar da viagem até ao rés-do-chão ao som de cascatas e passarinhos para animar o meu dia. Como o destino geralmente se chama escola, compreende-se a minha disposição e habilidade para conversas de ocasião.

domingo, 28 de novembro de 2010

coisas ditas ao almoço

'Eu sou eu , se não fosse eu, não sabia quem era.''

Profundo, muito profundo. Não sei se a frase é do meu amigo P, mas se for, o rapaz tem mesmo piada. Atenção que a frase foi dita sem qualquer grama de álcool no sangue. Acho eu.

sábado, 27 de novembro de 2010

música que deviam ouvir nem que fosse só pela letra III

Resistance

"Is your secret safe tonight?
And are we out of sight?
Or will our world come tumbling down?

Will they find our hiding place?
Is this our last embrace?
Or will the walls start caving in?

(It could be wrong, could be wrong)
But it should've been right
(It could be wrong, could be wrong)
Let our hearts ignite
(It could be wrong, could be wrong)
Are we digging a hole?
(It could be wrong, could be wrong)
This is outta control

(It could be wrong, could be wrong)
It could never last
(It could be wrong, could be wrong)
Must erase it fast
(It could be wrong, could be wrong)
But it could've been right
(It could be wrong, could be...)

Love is our resitance
They keep us apart and they won't stop breaking us
down
And hold me, our lips must always be sealed

If we live our life in fear
I'll wait a thousand years
Just to see you smile again

Quell your prayers for love and peace
You'll wake the thought police
We can hide the truth inside

(It could be wrong, could be wrong)
But it should've been right
(It could be wrong, could be wrong)
Let our hearts ignite
(It could be wrong, could be wrong)
Are we digging a hole?
(It could be wrong, could be wrong)
This is outta control

(It could be wrong, could be wrong)
It could never last
(It could be wrong, could be wrong)
Must erase it fast
(It could be wrong, could be wrong)
But it could've been right
(It could be wrong, could be...)

Love is our resistance!
They keep us apart and won't stop breaking us down
And hold me, our lips must always be sealed

The night has reached its end
We can't pretend
We must run
We must run
It's time to run

Take us away from here
Protect us from further harm
Resistance!"

Muse

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

achei isto mesmo fixe

Honey, roubei-te isto com todo o gosto.

1. smoked.
2. consumed alcohol.
3. slept in the same bed with someone of the opposite sex.
4. slept in the same bed with someone of the same sex.
5. kissed someone of the same sex.
6. had sex.
7. had someone in your room other than family.
8. watched porn.
9. bought porn.
10. tried drugs.

TOTAL: 8
 
1. taken painkillers.
2. taken someone else’s prescription medicine.
3. lied to your parents.
4. lied to a friend.
5. snuck out of the house.
6. done something illegal.
7. felt hurt.
8. hurt someone.
9. wished someone to die.
10. seen someone die.

TOTAL so far: 15
 
1. missed curfew.
2. stayed out all night.
3. eaten a carton of ice cream by yourself.
4. been to a therapist.
5. been to rehab
6. dyed your hair.
7. received a ticket.
8. been in an accident.
9. been to a club.
10. been to a bar

TOTAL so far: 19
 
1. been to a wild party.
2. been to a Mardi Gras parade.
3. drank more than three alcoholic beverages in a night.
4. had a spring break in Florida.
5. sniffed anything
6. wore black nail polish
7. wore arm bands.
8. wore t-shirts with band names.
9. listened to rap.
10. owned a 50 Cent CD.

TOTAL so far: 21
 
1. dressed gothic.
2. dressed girly.
3. dressed punk.
4. dressed grunge.
5. stole something.
6. been too drunk to remember anything.
7. blacked out.
8. fainted.
9. had a crush on a neighbor.

TOTAL so far: 22

1. had a crush on a friend.
2. been to a concert.
3. dry-humped someone.
4. been called a slut.
5. called someone a slut.
6. installed speakers in your car.
7. broken a mirror.
8. showered at someone of the opposites sex’s house.
9. brushed your teeth with someone else’s toothbrush.

TOTAL so far: 28

1. consider/considered Ludacris your favorite rapper.
2. seen an R-rated movie in theater.
3. cruised the mall.
4. skipped school.
5. had surgery.
6. had an injury.
7. gone to court.
8. walked out of a restaurant without paying/tipping.
9. caught something on fire.
10. lied about your age.

TOTAL so far: 30
 
1. owned/rented an apartment/house.
2. broke the law in the police’s presence.
3. made out with someone who had a gf/bf
4. got in trouble with the police.
5. talked to a stranger.
6. hugged a stranger.
7. kissed a stranger.
8. rode in the car with a stranger.
9. been harassed.
10.been verbally harassed.

TOTAL so far: 31
 
1. met face-to-face with someone you met online.
2. stayed online for 5+ hours straight.
3. talked on the phone for more than 4 hours straight.
4. watched TV for 5 hours straight.
5. been to a fair.
6. been called a bad influence.
7. drank and driven.
8. prank-called someone.
9. laid on a couch with someone of the opposite sex.
10. cheated on a test.


TOTAL: 37
 
If you have less than 10, write “I’m a goody-goody”
If you have more than 10, write “I’m still a goody goody”
If you have more than 20, write “I’m average”

If you have more than 30, write “I’m a bad kid”
If you have more than 40, write “I’m a horrible person”
If you have more than 50, write “I’m a very bad influence”
If you have more than 60, write “I should be in jail”
If you have more than 70, write “I should be dead”

I'm a bad kid.

sobre a greve

yaa , a minha escola fechou. Fechou às 17h. Obrigado greve. Fizeste-me ter aulas a maior parte do dia para me deixares sair mais cedo. As outras escolas tiveram fechadas o dia todo ?! Ah, que coisa mais radical. Isso é muito à frente para a minha escola.

Eu ainda fui feito otário para a paragem de autocarro mesmo sabendo que era greve. Sou mesmo crente de vez em quando. Bem que fui a pé.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

haja boa gente


"O Fundo Mundial para a Natureza anunciou hoje que o actor norte-americano doou um milhão de dólares para ajudar a proteger e salvar os tigres.
Membro do Fundo Mundial para a Natureza, DiCaprio visitou recentemente o Nepal e o Butão e, no início do ano, participou numa campanha do organismo que recolheu 20 milhões de dólares para proteger os tigres.
Está actualmente a decorrer na Rússia, com o patrocínio do primeiro-ministro Vladimir Putin, uma cimeira em que participam 13 países, com vista a discutir um programa que permita duplicar o número de tigres até 2022. "

in DN

Todos juntos é possível, obrigado.

 

não cobiçar coisas alheias,

Digam às coisas alheias que não apareçam a 'dançar' à minha frente e à espera que eu lhes pegue. Se as coisas alheias não aparecerem à minha frente, a probabilidade de eu as cobiçar reduz-se significativamente. 'Achado não é roubado' certo ? Acho que a Natureza é mesmo assim. Funciona como um ciclo. Se hoje algo nos corre mal, no futuro o equilibrio acaba por se restabelecer quando algo nos corre bem. Se te tiraram alguém, amanhã outra pessoa te aparece mesmo onde menos se espera. Tem é que se entrar no jogo.
Eu sou naturalmente uma pessoa ambiciosa e egoísta e egocêntrica. Consigo ser a pior pessoa em muitas décadas. Por isso a probabilidade de ficar com uma nota que encontrar é grande. Eu também já perdi dinheiro, se encontrar dinheiro é uma forma de voltar tudo ao normal. Eu não acredito muito nisso do karma, mas gosto de pensar que funciona assim.
Voltando ao início, se não querem que eu cobice as vossas coisas, é favor não as deixar ao desbarato e não dar motivos às coisas para que elas queiram ser cobiçadas. Tratem as coisas com carinho e elas não vos deixam. Guardem-nas bem junto do coração e não as deixem no chão, na rua. Eu tento ser boa pessoa, tento mesmo.

P.S - atenção que eu já fiz a maravilhosa boa acção de ver uma nota no chão e não a apanhar para mim.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

amanha tenho teste..

E diz que não estou preparado. Matemática, matemática não me deixes ficar mal amanhã.

sábado, 20 de novembro de 2010

ir ao cinema

É bom. Acho que os filmes vistos em casa e vistos numa sala de cinema podem ser muitos diferentes. Óbvio que os preços nem sempre compensam o filme, está claro. Outras vezes vamos ao cinema mas de filme vemos pouco. Também acontece. No entanto penso que o que me leva ao cinema é sempre algo positivo. É cultura. Já beneficiaram da experiência de ter uma sala vazia e está o filme a rodar só para vocês (+ companhia, ou não) ? Não deve ser assim tão mau. Ainda para mais se gostarem do filme. As luzes, os bancos, as pipocas, forma tudo uma atmosfera especial. É como o futebol, ao vivo é outra coisa. Mas em casa podemos ver replay.
Eu não gosto de salas cheias, já experimentei e não gosto. Primeiro porque gosto de comprar o bilhete mesmo à última da hora e fico sempre com um lugar arrumado lá para o canto, debaixo do ar condicionado ou assim. Segundo porque se for um filme de grande adesão vai haver sempre burburinho, demasiado. Há sempre um bando de 'iluminados' que contam a história do filme. Os casalinhos que se dizem coisinhas uns aos outros e bla bla bla. Por isso é que sou capaz de esperar que as águas acalmem para ir ver o meu filme descansadinho. Ver na estreia deve ser brutal mas se não for para passar um bom momento prefiro aguardar. Acho que viver perto do cinema me fez gostar de lá ir. Tenho ido poucas vezes agora por acaso. Com pena minha.
Entre ir sozinho ou ir acompanhado, depende só do filme. Mas quando acompanhado tem de ser um grupo reduzido. Grupo numeroso = má experiência + dinheiro deitado fora. E aquelas idas ao cinema espontâneas ? São sempre boas. Normalmente porque a companhia é boa.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Jukebox #8



Só porque gosto mais desta versão. É uma boa música, bem interpretada. Eu gosto.

"If you want to be a hero well just follow me"

terça-feira, 16 de novembro de 2010

mesmo a horas

Então eu peço ajuda declaradamente e ninguém, repito, ninguém se ofereceu para me ajudar -.- ? isto está bonito está.
O que vale é que ainda vão a tempo.


Não quero justificar este texto. Não quero e não vou. Sendo contra mim, vou fazê-lo hoje em homenagem. Fiz aquele desafio da honey e aquilo é mesmo porreiro. Para os curiosos, não não devia ser morto ou estar na prisão, não sou tão mau assim. Acho que não o vou colocar aqui porque é muito extenso e coisa e tal. Talvez a pedido de várias famílias.

adoro pessoas que chegam a horas aos compromissos, normalmente não gosto de esperar. Eu tenho o hábito de chegar cedo (menos de manhã) e não gosto quando me fazem esperar muito além da hora combinada. São poucas as pessoas pelas quais vale a pena esperar só um segundo que fosse.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

desculpa

Desculpa, quis enganar-me a mim mesmo e acabei por me trair. Desculpa.

domingo, 14 de novembro de 2010

E amanhã é segunda-feira e passei estes dois dias na cama a fazer nenhum enquanto a chuva caía lá fora. O Football Manager foi um dos meus companheiros neste serão, coisas normais de gajos. Além disso estive a brincar com o gato. Não me lembro de mais nada, por isso não deve ter sido nada importante.
Esta semana promete, dado os eventos desportivos que se vão passar na minha escola. Vai ser bom. Além disso, tenho muita coisa a fazer esta semana. Há dias que chegarei mais cedo e há dias que chegarei mais tarde. O que é certo é que me tiraram as tardes livres, ainda que só durante esta semana.
Eu gostava mesmo de comentar mais blogs e assim, e procurar outros que me agradem, mas ando com pouca paciência para isto. Escrever, pronto, lá sai. Comentar, é dificil. Peço desculpa aqueles que me comentam e que eu muitas vezes não retribuo. Gostava de mudar isso.
Ando numa rusga para tentar modificar aqui o painel e tornar esta coisa agradável aos olhos. Infelizmente tenho aquela contrariedade de ser de ciências e, realmente, não tenho qualidades nenhumas para as artes visuais. Logo, não me sai nada de jeito ou engraçado. Se alguém se oferecer para ajudar, eu agradecia. Não posso pagar claro está, mas era menino para fazer um acordo justo e adequado. Negociável, note-se.

P.S: um pequeno comentário desportivo, o Benfica recuperou bem da derrota da semana passada e mostrou humildade hoje. Se jogarmos sempre como hoje, não me importo com o lugar em que fiquemos, ficarei satisfeito. Foi especialmente emotivo ver o capitão Nuno Gomes regressar à Luz, aos golos e a festejar daquela forma especial. Aquele senhor é dos poucos que conhece a camisola e há que idolatrar estas pessoas.
Lembram-se do sketch do GF com o Paulo Bento a dizer 'andebol, voleibol .. mão; futebol.. pé', só lhe faltou dizer: 'bolas de golfe .. golfe e não futebol'. Chega a ser triste.

sábado, 13 de novembro de 2010

ver american dad dá nisto



El perro, el perro es mi corazon
El gato, el gato no es bueno
Cilantro es cantante, Cilantro es muy famoso
Cilantro es el hombre con el queso del diablo.

El perro, el perro nunca sin razon
El gato, el gato es obsceno
Cilantro es amante, Cilantro es cariñoso,
Cilantro te da besos mejor que su esposo.


Sou só eu que acho isto fixe ? É brutal. Pena não haver uma versão de estúdio. Ia logo para toque de telemóvel. Bem original.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

cimeira da NATO

É em Lisboa, para a semana. Ao que parece o Governo decidiu 'inventar' uma tolerância de ponto para o dia 19 no concelho de Lisboa.

Mas que merda é esta ? Eu não me lembro de ter dito que sim, que podia ser em Lisboa. Por que raio é que não é em Braga e a tolerância de ponto aqui também ? Ah e tal o Obama vem aqui e mais uns quantos, mas Portugal é muito mais do que Lisboa. E ainda por cima Lisboa vai parar para ver os senhores a chegarem. Se eu aqui de minha casa quiser ver não posso porque tenho que ir trabalhar. Parece a gozar.
Outra coisa que me causa espécie (como eu andava há tempos para dizer isto) é todo o aparato policial à volta disto, com medo de atentados, ataques, manifestações, etc. Arranjam-se todas as formas de proteger os senhores. Falam-se em milhões de euros gastos em segurança nestes dias. Eu pergunto:

Não era muito melhor fazer com que a reunião fosse secreta e realizada num bunker num canto qualquer do mundo ? Estou mesmo a imaginar os senhores a reunirem-se debaixo de um oceano ou na Covilhã tipo a selecção em vésperas de um mundial da treta. Não sei, digo eu. É a minha teoria conspiratória.


quinta-feira, 11 de novembro de 2010

bla bla, P.S que queria ter dito naquela coisa fora de contexto

P.S: eu sou adepto daquela máxima 'o respeito conquista-se' mas, como se conquista também se perde, pelo que, não é por certas e determinadas pessoas terem determinado 'estatuto' que vão ter o meu respeito. Não acredito muito em pessoas 'iluminadas' que acham que têm sempre razão e mesmo não tendo 'conhecimento de causa' põem-se a mandar os seus bitaites para o ar. E pelos vistos há pessoas assim em todo o lado. Se calhar até são professores vossos. Cuidado, muito cuidado.

Haja humildade.

vamos lá acabar com o desafio, dia 7 - o que as pessoas dizem de mim

Não sei, perguntem-lhes.
Posso tentar adivinhar. Depende é das pessoas. As mais próximas dizem umas coisas, as mais afastadas outras. Provavelmente devem dizer que eu sou um rapaz desconfiado que fala pouco. Outras pessoas são capazes de me chamar convencido e arrogante, outros são capazes de dizer que eu sou muito maduro e que só vejo o bem nas pessoas. Já disseram muita coisa sobre mim. Sinceramente acho que são poucas as pessoas que me conhecem realmente. Não é pelo simples facto de me poderem 'estudar' todos os dias que vão saber muito de mim. A minha confiança é dificil de conquistar, pelo que, pouco saberão por observação directa das minhas acções. As pessoas dizem que sou uma pessoa séria, dizem que sou ambicioso. Dizem que gostam da minha forma de pensar e de estar. Já me disseram que faço muito pelas pessoas de quem gosto, já fui acusado até de ser frio, ainda que, me viessem a agradecer dessas atitudes. Isso basta-me.
Eu sou complicado e as pessoas que mais sabem de mim dizem isto. Confirma-se, ou não teria o meu blog neste jeito desajeitado.

fora de contexto

Não gosto nada quando eu digo às pessoas 'façam desta maneira porque coiso coiso coiso' e elas: 'não porque bla bla bla' e depois passado um bocado de tempo concluem 'afinal vai ter de ser como o Luis disse'. Fico revoltado. Muito. A minha opinião é assim tão duvidosa ou questionável para que não me levem a sério ?

terça-feira, 9 de novembro de 2010

sugiram lá um título

Há umas semanas passava-se uma cena engraçada. A caminho do local onde iria almoçar aqui em Braga, eu passava por umas paragens de autocarro com aquelas publicidades tão a ver ? Um desses cartazes era do BES (aquele banco..). Quem é que é a cara do dito banco ? Aquele senhor, aquela nossa 'bandeira' no mundo que dá pelo nome de Cristiano Ronaldo. Até aqui tudo bem, quase vá. Aceita-se. Agora a chave d'ouro (quem é que associou logo?), no cartaz o senhor Ronaldo diz:

' Ganha como eu ganho '

ou algo do género, nem me recordo. mas a ideia é a mesma

Isto é para gozar com o pessoal só pode. Quer dizer, Ronaldo canta, Ronaldo faz uma coreografia, agora Ronaldo goza com o povo. O que é que o homem não faz pelo bes ?! Devem pagar mesmo bem, só pode. Mas a sério, que acho piada a esta frase. Por acaso não arranjei cópia do cartaz na internet, mas juro que existe.

É isto. Amanhã acabo o desafio. Yeaaaah!!!

bla bla bla dia 6 - os melhores segundos da vida


Vou apresentar isto em forma de lista. Sendo assim, os melhores segundos da vida são:

- andar acompanhado durante muito tempo, sem destino, enquanto a chuva cai ;
- um beijo sincero;
- um abraço verdadeiro;
- uma coisa bem feita;
- dormir;
- comer com aquele prazer único;
- uma boa conversa com alguém interessante, é sempre bom;
- praticar desporto com aquele sorriso nos lábios;
- aquele sorriso parvo de apaixonado, é sempre um momento que nos recordamos;
- quando o riso aparece sem ser forçado, vamos sentir falta destas coisas;
- o clímax sexual;
- respirar fundo;
cravar sorrisos a alguém.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

por que é que .. ?

Quando alguém me pergunta: 'Onde moras ?',
Eu tenho tendência a responder:

- Em casa !

Chega a ser curioso.
Com o devido respeito para com os interessados em saber onde habito.

domingo, 7 de novembro de 2010

dia 5 - o que me assusta mais.



Pôr a tocar antes de ler.

Wow, entramos em questões mais pessoais ainda. Há duas coisas que me assustam: a morte e a solidão forçada. A primeira por motivos óbvios. Não tanto a forma de morrer, apesar de querer que seja de uma forma ligeirinha de preferência. O que me assusta é o que (não) vem a seguir. Eu sou aquele tipo de rapaz das ciências, bastante céptico em relação a certas coisas. Assusta-me deixar aqui aqueles que eu gosto de proteger, como se dependessem de mim. Não quero mesmo. Por ser uma coisa que não posso controlar, não gosto.
Agora vem a segunda parte, a solidão forçada. Passo a explicar, eu sou um rapaz que gosta de estar sozinho. Gosto mesmo. Sou um lobo solitário, longe da alcateia, longe dos holofotes. Isto pode parecer contraditório mas é a verdade. Eu gosto de estar sozinho por opção e não por obrigação. Mas eu não gosto de estar sozinho sempre, ou seja, quando quiser estar (bem) acompanhado quero ter essa hipótese de escolha. As coisas comigos são mesmo assim. Tenho o vício de não dar confiança assim à sprte, pelo que as pessoas que a ganham devem sentir-se especiais e ter a capacidade de compreender o meu espaço. Não imagino uma vida condenada à solidão. De que adiantaria reflectir sobre tudo, descobrir as coisas mais incríveis se não temos ninguém para partilhar ?! Isto já posso controlar, tenho de fazer com que as pessoas queiram acompanhar-me no comboio da vida. Se as pessoas quiserem estar comigo é porque estou a fazer as coisas bem certo ? Eu até sou engraçado.

sábado, 6 de novembro de 2010

dia 4 - a janela do meu quarto

Ora bem o desafio está a meio. Hoje é para falar sobe quem eu gostaria de ver da janela do meu quarto. Acho que sinceramente gostaria de ver a F. A F é uma amiga distante que faz falta aqui ao menino. Muita mesmo. Ela tem todas as razões e mais algumas para não falar comigo. Todas alheias a mim, que se note. Eu só tenho de aceitar e esperar que ela resolva lá as cenas delas e volte em força. Se já eram poucas as vezes em que podia vê-la de perto, agora essas vezes nem sequer existem. Fico triste ao pensar nisso. A verdade é que ela me faz mesmo falta. A F é que tem o outro blog em conjunto comigo.
Se te visse da minha janela, ia a correr ter contigo. Pena é tu nem saberes onde fica a minha casa. Tenho saudades tuas.  

Que estranho, o Luís a manifestar sentimentos. Não vai acontecer muitas vezes, é certo.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Jukebox #7


E hoje sinto-me clássico.


Love Me Tender - Elvis Presley

dia 3 - sonho estúpido

Bem sei que não estou de todo a seguir todas as regras disto mas tem de ser. A disponibilidade não me permite. Já tive alguns sonhos muito estúpidos mas para bom (que horas são mesmo? se é que me percebem). Outros que para mau. Eu sou daqueles que nunca se lembra dos sonhos. Já tive alguns sonhos mesmo estúpidos, isso sim. Garanto. Vou voltar a isto quando me lembrar de outro mesmo giro. Os mais estúpidos tendem a ver com relacionamentos bizarros que a minha mente inventa. Ou são sexuais. Não sei, mas a minha depravação nocturna deve ser grande.

Peço imensa desculpa pela porcaria que isto está mas há outras coisas para ler por estas bandas. Quando tiver um sonho porreiro e que possa ser contado, eu conto. Hoje não me lembro de nenhum. Sou mesmo burro.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

dia 2 - o filme da minha vida

A minha vida dava um filme mas esse filme ainda não foi feito. Sou capaz de fazer várias analogias com diversos filmes. O Inception, por exemplo,  porque as personagens estão constantemente a dormir. Ok, pronto. O Inception porque fala sobre os sonhos e as pessoas que se perdem nesses sonhos e deixam de distinguir a realidade. Adorei este filme, sem dúvida. Não adorei menos o Dark Knight. Simplesmente fantástico. Estes dois marcaram-me especialmente.  A minha vida não dá para resumir numa hora e meia de filme por isso tenho tendência a gostar de filmes de horas. Posso comparar a minha vida à cruzada do Senhor dos Anéis, posso comparar algum humor adolescente com o American Pie (what? faz parte!). Ainda não faço magia mas às vezes faço trinta por uma linha como o Harry Potter. Eu sou todo um conjunto de filmes. Há bons filmes que se calhar retratam bem a minha vida, coincidência, ou não, eu nunca me lembro deles quando quero.

terça-feira, 2 de novembro de 2010

bla bla dia 1 - durante a infância, qual o monstro que vivia debaixo da tua cama ?

Eu acho que ainda estou a viver a minha infância. Este é o texto mais complicado para mim. Quando era mais novo não tinha um medo enorme a alguma coisa. Não que fosse de ferro mas não há nada que me venha a memória quando penso nisso. Acho que tem a ver com uma postura que adoptei, eu prefiro esquecer-me das coisas más. Ganho e aprendo com as coisas más, mas não me lembro delas.
Lembro-me de ser criança e ter medo, muito medo, que alguém invadisse pelas janelas/varandas/qualquer buraco por onde pessoas possam passar e se aproveitasse do momento em que a minha família dormia descansada. Eu tinha medo porque não podia fazer nada para evitá-lo basicamente, não me podia defender. Estava ali, pálido, sereno e descansado à espera de passar incólume a mais uma noite. Provavelmente a sonhar com alguma coisa fixe. Esta é a coisa mais próxima de monstro que eu tenho para contar. E não viviam debaixo da cama. Esse era o meu arrumador de tralha favorito. Há brinquedos espalhados ? Vão para debaixo da cama. E é isto minha gente.

Dia 1 - Done.

lides domésticas

Aqui há tempos, dediquei um tempinho a falar sobre lides domésticas. Hoje dou a conhecer mais um bocadinho. Eu acho que um homem que se preze tem de saber cozinhar. Se não souber cozinhar mostra demasiada dependência da mulher. Aí, a mulher sente-te ultrapotente e assume o comando. 'Ai sim ?! Agora não jantas!' , são ultimatos que podem surgir. Sendo assim cavalheiros, está na hora de pegar no rolo da massa e dar corda aos sapatos. Sendo que não sou francês ou italiano, os meus dotes culinários não são enormes, nem chegam a ser pequenos, são até muito reduzidos. No entanto, caramba, eu só tenho 17 anos ! Cada coisa a seu tempo. É uma coisa a investir. Quando for um homem (ainda mais) feito quero saber impressionar na cozinha.
Acho que dá um certo charme não ? Meninas, digam lá.

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

desafio -.-

Eu não vou muito à bola com isto dos desafios, mas vá lá. Este eu faço. A Catarina do blog dos relógios e dos segundos e eu não tínhamos mais nada para fazer ontem à noite. Foi um daqueles momentos ai-que-não-tenho-mais-nada-que-fazer-bora-criar-um-desafio. E concebemos isto:

Dia 1 - Durante a tua infância, qual o monstro que vivia debaixo da tua cama ?
Dia 2 - Qual o filme da tua vida ?
Dia 3 - Qual o sonho mais estúpido que já tiveste ?
Dia 4 -Quem gostarias de ver da janela do teu quarto ?
Dia 5 - O que é que te assusta mais ?
Dia 6 - Quais os melhores segundos da vida ?
Dia 7 - O que achas que as pessoas dizem de ti ?

Bla bla bla, as regras do costume. Sete dias, sete questões, sete respostas bem fundamentadas. Isto é mais para entreter, vai ser giro. Quem quiser pegar no desafio que pegue. Avisem, se pegarem. Assim eu irei ao vosso blog ler as respostas. É suposto eu passar este blog a pessoas específicas. Alguém quer ? Quem o aceitar que trate de o passar por favor. É suposto isto ser divertido por isso, vamos lá. Amanhã é o dia 1 para mim.

e chegou ao fim

O meu fim de semana prolongado.
Foi tão rápido não foi ? Volta por favor. Já sinto a tua falta. O que vale é que amanha é terça e não segunda. Gosto mais das terças, just that.

sábado, 30 de outubro de 2010

sou só eu que acho isto fantástico?

Aqui em Braga, há um local chamado Nexus. Aqui podem-se tirar diversos cursos, desde informática, línguas, socorrismo, etc. Cursos curtos mas que servem para aprender alguma coisa sobre o assunto. O mais engraçado não é isto, o melhor é que são grátis (lembrar post anterior, não dá para evitar). Além de serem grátis, eles pagam-vos um subsídio de alimentação. Resumindo, é pagarem-nos para aprendermos umas coisinhas. Isto é mesmo uma oportunidade para tanta gente. É que a seguir a um curso, podemos fazer outro e outro e outro. Isto parece mesmo uma partida. Tem de haver contrapartidas, mas como eu não as sei, soa tudo incrível.

Portugal e os seus costumes II

Português que é português adora coisas grátis. É mesmo verdade e eu vejo isso em todo o lado. Mesmo que não seja grátis, basta estar em promoção que torna-se muito atractivo. Ainda que não precisemos nada de ter aquele produto ou serviço, há algo que nos mexe cá dentro que nos faz pagar. Pode ser a coisa mais parva de sempre, é grátis, é bom. Este é o lema. Ora, por exemplo, aquelas oportunidades que temos nos hipermercados de provar certos produtos que eles têm para lá. É uma oportunidade para muita gente.
Imaginem um senhor que vai a sítio-com-muitos-produtos-grátis e vê todas as oportunidades de negócio. Ele dá por si a comprar coisas absurdas. Chegando a casa:
H - ó mulher, comprei uma capa para a mota do filho.
M - ó homem mas tu não tens filho nem mota!
H - não faz mal, tava em promoção!

E é isto. Faz parte do nosso genoma. Não dá para evitar.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

eles fazem questão de mostrar que são os bebés cá do sítio

Estou a falar do meu gato e da minha gata. É mesmo engraçado. Um, o macho, deve ter umas semaninhas e normalmente ando com ele sentado na minha mão, é mesmo pequenino o bicho. É branquinho e tem olhos azuis. A gata tem à volta de dois meses, é tigrada cinzenta e preta, é muito bonita. Tive os bichinhos durante esta semana. Desde então tem sido giro ver todas as coisas que fazem. Ela é uma street racer, está sempre a fazer a maratona pela casa. Sobe a todo o lado que consegue. Nunca pára no mesmo sítio. Eu comprei-lhes uma bolinha e os gatinhos adoram aquilo. Dão cada toque de habilidade que não lembra a muita gente. O mais pequeno ainda tenta a custo subir para as coisas. É mesmo fixe vê-lo a esforçar-se bué para subir a uma coisa.  Além disso tem a mania de dormir por volta desta hora e quando eu quero dormir ele quer é festa. Ele é tão novinho que só quer brincadeira e mimo. Quando não tem, desata a miar. Ela também, mas ela é mais calminha. Ele tem a mania de adormecer no meu peito. Ela tem a mania de ser curiosa e cheirar todos os cantos. É uma animação.Desde tentarem roer fios e de curtirem o seu reflexo no espelho, eles fazem de tudo. O mais pequeno adora saltar, anda de uma maneira mesmo fixe. É uma alegria. Vá la que são asseadinhos.

Um dia ponho aqui uma foto ou assim.

#Hashtag, o que não faltava numa casa de sonho

Se eu tivesse uma casa com tudo e mais qualquer coisa. Não podia faltar:

#1 - uma cama de rede

#2 - uma gruta

#3 - um estúdio

#4 - um mostrador giratório de carros

#5 - entradas secretas e divisões muito secretas

#6 - um tigre e um esquilo

#7 - um forte em cima de uma árvore gigante, óbvio

O Bill Gates tem uma sala para embrulhar prendas. Eu nem sou muito excêntrico nem nada. Podia dar-me para muito pior.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Jukebox #6



Quem não gostar que se manifeste. Eu vou continuar a gostar. Faz-me sentir simples. É bom.
Green Day - Time Of Your Life

sobre os animais

Coisa séria. Não suporto, não aguento, não tolero que maltratem os animais. Preferia ver certas pessoas arderem do que certos animais inocentes. Digo isto com a maior frieza possível. Animais na rua é uma coisa mesmo cruel. Uma vida humana vale tanto para mim como uma vida animal. Algumas valem menos até. Há cada pessoa que era varrer deste mundo fora. Era mandá-los para Marte só para confirmar que não há atmosfera. Eu fico mesmo fora de mim. Uma vergonha pública o que se passa por esse mundo fora.
Fico logo mal disposto. É assim tão difícil tratá-los bem ?
Eu posso mesmo ficar mau se me provocarem com isto. Mesmo.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

as partidas do nosso cérebro

Sou só eu que acho isto engraçado ? Estou a falar daqueles momentos mesmo interessantes em que o nosso cérebro atravessa e faz cross-over com muita coisa ao mesmo tempo. O nosso cérebro é mesmo engraçado. Estão a ver quanto estamos a ler e comemos palavras por exemplo? Ou quando vemos as palavras e as ignoramos ou ainda quando adicionamos palavras. Ainda há os que trocam as letras das palavras e os que confundem palavras, é altamente.

Exemplo 1 - era suposto dizer-se 'Passa e Corta' no entanto houve quem dissesse 'Parte e Coça'. Super engraçado, eu sei. Então num contexto de aula de Educação Física, tanto melhor. Isto foi hoje.

Exemplo 2 - esta foi ontem. Uma cara colega minha nos instantes finais virou-se para a professora e pediu: 'deixe-me sair mais cedo, por favor, que eu deixei o meu cavalo na sala do aluno'. Ela quis dizer casaco, não é tão brutal ?! É deveras incrível.

Isto tudo para dizer que coisas destas acontecem todos os dias e devemos sempre notar porque dá para rir um bocadinho com estas gaffes e desanuviar qualquer mau clima que paire. Descomprimam que faz bem.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

+18 - o sexo na adolescência

Yeeeah a minha escola já nos dá aulas de Educação Sexual. Nãaaaao, as aulas consistem basicamente nas coisas do costume (DST's, etc). Eu compreendo tudo isso porque apesar de tudo ainda há por aí muita menina com as hormonas aos saltos e depois traz bónus ao fim de uns meses. Se calhar era mais útil explicar a alguns como se faz mesmo a coisa do que avisar dos perigos da coisa. No entanto, tenho que reconhecer que isto das aulas já é um avanço.

Tudo começa assim:

- Ups , desculpa! Continuamos?
- Não, eu vou lanchar !
- Eu também.
- Há lanches que se gostam muito e outros de que se gosta menos.
- Nãaaao - entretanto o Miúdo dá-lhe um Kinder Délice.
- Todos gostam de Kinder Délice até as mães porque é nutritivo e é como um produto caseiro com ingredientes puros e naturais. Kinder Délice muito mais sabor para um lanche saudável.

Miúdo
Miúda
A voz publicitária e incentivadora de tudo

Hoje em dia estes dois devem ter uma relação estável. Por isso já sabem, se quiserem alguma coisa com uma miúda, paguem-lhe o lanche. Mesmo que não consigam nada (o que é mais provável), fica guardado o gesto e pode ser que alguma rapariga tenha apreciado esse gesto e fique à espera de ser contemplada com um desses lanches. Nada a perder portanto. As miúdas que quiserem lanche têm de dar um encontrão ao rapaz que querem que vos dê lanche e como quem não quer a coisa pedir desculpa e coisa e tal. Ahhh, que saudades dos anúncios de puto. 
Btw, é evitar abordagens todas brejeiras e parolas. Há por aí cada exemplar que só à chapada mesmo. Até fico com vergonha.
Peço desculpa pelo amontoado de parvoíce mas teve de ser.

(Por que raio é que 'Délice' tem acento na letra 'E' se não altera grande coisa visto que acentuamos mais a letra ' I ' ? Até a tal voz faz o mesmo´!)

vida de puto

Hoje apetece-me falar dos meus tempos de puto (quê, ontem ?!). Há muitos e muitos anos, na primária. Hoje vou falar-vos dos intervalos. Basicamente os intervalos serviam para uma e uma só coisa: uma cambada de chavalos a darem chutos numa bola. Bolas de todo o tipo: basquetebol (geralmente todas furadas), futebol todas rotas, com a câmara de ar das bolas de futebol todas rotas e até lixo. Ah pois é, lixo. Não havia cá desperdícios e reciclagem era uma coisa quase tabu. Foram muitas as vezes em que uma embalagem de iogurte líquido serviu para dar um chutos. Os iogurtes, latas, garrafas de agua eram as nossas opções principais para fazer de bola. Gandas porcos, ouve lá. No entanto isto fez-me homem.
Na altura eu não me dava muito com as meninas (era naquela idade, sabem ?) pelo que não tenho sequer ideia do que elas faziam nos intervalos. Não faço ideia nenhuma.
As minhas outras opções seriam jogar aquele jogos dos pauzinhos e que envolve uns saltos e jogar o meu GameBoy e o seu respectivo jogo do Pokémon. Andar a porrada ou ver esta acontecer também era coisa normal na altura.
Bons velhos tempos.

domingo, 24 de outubro de 2010

os seguidores

Isto de ter um blog tem os seus quê's. Um dos quais é ver aumentar o número de seguidores conforme a qualidade (ou falta dela) que um blog tem. Há vários tipos de bloggers. Imensos. Eu sou daquele tipo que quanto mais feedback tiver, melhor. Sou assim porque sinto necessidade de saber o que as pessoas pensam sobre o que eu penso. Não que isso altere alguma coisa no meu pensamento (o que nunca se sabe) mas porque assim podemos discutir algumas parvoíces do mundo. Este blog tem o dever de saber a chocolate quente no inverno e de saber a algo mesmo bom e fresco no verão. Neste blog pode entrar quem quiser, desde que saia com um sorriso. Se a última coisa que escrevi não for suficientemente boa para vos pôr a sorrir ou a rir, procurem em coisas antiguinhas. Se nem assim, desculpem mas falhei. Só mesmo aqui no blogger é que os seguidores são uma coisa boa. Hoje apeteceu-me falar dos seguidores. Sobre os meus só tenho coisas boas a dizer. Peço aos meus seguidores que continuem a dar-me as suas opiniões porque assim ajudam este planeta a crescer e a ficar menos penoso.
Obrigado (:
Hoje já tenho alguns seguidores e até que fico surpreendido. Que venham mais !

sábado, 23 de outubro de 2010

teorias sobre ..

Os ciúmes. Não há relação nenhuma em que estes não apareçam. Por vezes, até em situações de amizade eles aparecem. Sendo tão comuns e curiosos, achei que devia manifestar a minha opinião. Então para mim existem dois tipos de ciúmes.

Estirpe 1 - ciúmes normais e saudáveis que normalmente consistem numa 'birrinha' quando a nossa rapariga está a falar com outro rapaz que nós nunca vimos na vida ou quando a nossa miúda vai/está a trabalhar com outros. Nas raparigas manifesta-se normalmente quando o rapaz delas olha e aprecia um espécime feminino agradável à vista e capaz de despertar os instintos sexuais que temos. Apesar de tudo somos animais certo? Isto são coisas que não se podem levar a mal numa relação. É saudável e o casal deve rir-se destas situações. Se um gajo está convosco numa relação séria é porque gosta de vocês, não se sintam inferiores só porque ele olha para outras. Atenção que há limites: se um rapaz for com a namorada de mão dada (ou não), passa uma gaja boa em sentido contrário e ele, depois de se cruzarem, ainda roda o pescoço para a vislumbrar, uii.. caso ela não seja famosa, é caso para as namoradas o calcarem. Não pode é passar disto.  Isto é saudável, faz parte e não faz mal.

Estirpe 2 - ciúmes doentes e compulsivos. Estes consistem em teimosias face essencialmente a um rapaz que por sua vez dá a entender que está interessado na nossa mais-que-tudo. Os alvos destes ciúmes compulsivos podem ir desde ex-namorados da dita cuja a novos amigos que ela conheceu depois de nós. A ciumeira perante estes novos amigos deve-se essencialmente ao medo de sermos substituídos porque antes também fomos o 'novo amigo'. Esta estirpe traz geralmente muita discussão e raramente passa. Aquele rapaz que nos causa esta repulsa fica marcado se não para sempre, pelo menos durante muito tempo. Falar ao companheiro sobre a pessoa que lhe causa este tipo de ciúmes pode ser visto como uma forma de provocação. É favor evitar falar nessa pessoa. Geralmente este tipo de ciúmes se num estado avançado.causam separação do casal. Caso sejam detectados indícios desta estirpe é necessário diálogo sincero com a rapariga o mais cedo possível de forma a tratar da coisa. Estes ciúmes causam muita insegurança no ciumento.

É preciso ter muito cuidado com a estirpe 2. Muito cuidado. Pessoalmente, acho que para a estirpe 2 contribuem os três envolvidos. O ciumento, o alvo dos ciúmes e a rapariga. Os ciúmes para que se tornem de estirpe 2 sofrem uma enorme mutação e a rapariga contribui para a coisa. O ciumento não terá recebido segurança suficiente por parte dela e ela poderá ter deixado o alvo dos ciúmes ter-se aproximado demais. O alvo dos ciúmes pisou o risco ao querer aproximar-se e calcar terreno que não devia. O ciumento devia ter mais confiança em si e devia saber evitar estas coisas. Se a rapariga cometer erros, a culpa não tem de ser do ciumento. O ciumento tem de confiar nas suas qualidades de companheiro. Por isso não há inocentes quanto à estirpe 2. 
Apesar de tudo não deixamos de ser animais e não gostamos de partilhar a pessoa que escolhemos para nós. Por isso apelo à responsabilidade e senso comum para que as coisas cresçam e se desenvolvam de uma forma saudável. Desta forma é tudo mais fácil e as coisas acabam por correr melhor.

há que ter o ego em alta :b

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

sobre os carros

Depois de reflectir sobre o rugby, lembrei-me de outra coisa. Eu sou daqueles gajos que não percebe puto de carros. Não pesco nada. Nem tenho interesse em saber. Para mim os carros são como a magia e como a electricidade. Ainda tenho aquele ar infantil para os carros como quando ligo um interruptor e a luz acende ou como quando vejo um truque qualquer de magia. É que sinceramente não estou sequer interessado em tornar-me expert de carros. Não faz sentido. Deve haver quem ache que saber de carros e de mecânica é um 'investimento'. Eu discordo na medida em que não me adianta de nada saber que o problema está na junta ou no motor se não souber arranjar e tiver de levar o bólide a um mecânico (um mecânico a sério). No entanto há coisas que se devem saber e se calhar ensinam-se nos escuteiros séniores devido à sua necessidade para a nossa sobrevivência. Passo a enunciar:

1 - abrir porta, colocar chave na ignição
2 - mudar um pneu
3 - se o carro deitar fumo ou cheirar a queimado, não é bom sinal
4 - se muita gente estiver a olhar para o teu carro com ar de 'coitado do gajo, está a foder o carro todo', é mau sinal

sou só eu que olho para isto e vejo uma lingua hieroglífica imperceptível ?

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

comunicado frio mas necessário

Queria falar sobre um género de 'amigos' que me arrepia profundamente. Solta em mim uma vontade enorme de brincar com o meu saco de pancada. Estou a falar daquelas pessoas que nos incentivam a tudo. Literalmente a tudo. Isto acontece muito por aqui na umbigoesfera (adorei roubar esta expressão,). Está uma pessoa a dizer o que quer que seja e os comentários são 'força', 'tu vais conseguir', 'nunca desistas'. É óbvio que há situações em que estas palavras ajudam bastante e que servem de um apoio para as pessoas que precisam de 'ouvir'. Outras há que roçam o mais absurdo de sempre. Imaginem que faço um post sobre querer largar tudo e fazer uma viagem de mota à volta do Nepal.
Ponto 1 - eu não tenho carta de mota
Ponto 2 - eu não conheço o Nepal, mas o Everest não é coisa fácil não

Eu sou capaz de apostar que havia gente a incentivar-me a fazer isso. É mesmo absurdo ! É que há por aí cada pessoa que com estes incentivos todos ainda fazem mesmo coisas ridículas. Eu sou muito mais down to earth. A realidade é o que vivemos e não devemos fugir dela. Sonhar não custa mas quanto mais depressa nos apercebermos pelo que vale a pena lutar, melhor. Ir atrás de um sonho irreal é muito estúpido. Mais estúpidos são os que incentivam a isso. Até aposto que nesse sonho irreal as nuvens são de algodão doce e existem unicórnios a saltar.
Conhecer a nossa realidade é conhecermo-nos a nós próprios. Não há cá espaço para lambe-botas que nos incentivam a tudo. Os amigos sabem dizer não. O resto é dispensável.


Agora é ficar para contar os inimigos que ganhei com isto. tcharaaaan

sobre o rugby

Rugby é macho. Conheci o rugby há pouco tempo e do pouco que joguei, gostei daquilo. Apesar de todas as condicionantes que uma aula de Educação Física impõe.
Aquilo é tanta testosterona à flor da pele que até mete impressão. Nunca os rapazes gostaram tanto de se amarrarem uns aos outros sem terem vergonha. O Rugby é macho.
É um desporto agressivo e não violento, praticado por cavalheiros advogados, médicos e de outras profissões assim. Rugby é macho.
Joga-se com os pés, mãos e corpo. Rugby é macho.
É um jogo dificil, duro mas que dá gosto. É macho.
A bola é muito muito esquisita para dificultar todas as trajectórias. Macho que é macho quer as coisas mais complicadas.
Conclusão: rugby é macho.
"toma lá que já almoçaste!"
Pelo que vi as raparigas também gostam daquilo, o que também é positivo.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

inimigo público

As folhas de papel. Não estou a brincar. Elas se vos escolhem como um alvo a abater, pode ser o vosso fim, o apocalipse (eiiih ,exagero!).
Conheço gente que se farta de cortar com elas, demasiadas vezes para ser um acidente. É arrepiante.
Vocês já viram o que é estar um gajo a brincar inocentemente com uma folha e slash, a folha arranca-vos os dedos ? Pronto, arrancar é uma forma muito exagerada de ver as coisas, mas não deixa de ser mau! É ver o sangue a jorrar dos dedos inocentes das crianças. É por isto que eu acho que o papel foi inventado por vampiros.
(desta cena do papel cortante, eu escapo bem por acaso)
E não é só isso, uma folha consegue tramar-nos nas situações mais parvas de sempre. Dou outro exemplo, quando um estudante aplicadíssimo como eu (ler com uma certa ironia) está a tentar a apagar um exercício qualquer realizado com todo o suor e trabalho. É exactamente naquele momento que a folha decide frustrar o aluno ao rasgar-se toda. Acho que é um movimento contra algumas pessoas, por todas as folhas rasgadas e deitadas ao lixo sem qualquer razão. 

Graças ao meu passado de origami aprendi a lidar com as folhas.

É capaz de ter sido a pior coisa que já escrevi nesta coisa a que alguns chamam de blog.


(obrigado filipa h, graças às tuas desgraças escrevi este texto)

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

DOMVS IVSTITIAE

Foi hoje que visitei este espaço.
Tem um átrio tão bonito, com as suas letras imponentes em latim 'DOMVS IVSTITIAE'. Ir ao tribunal deixa de ser giro quando nas portas dessa magnífica entrada diz: 'Entrada autorizada somente a funcionários e magistrados'. Para quê tanta coisa se o público-alvo entra por outro lado ?! Lá tenho eu que dar a volta ao edifício e vá lá que a parte da frente também era potente (estava para usar uma metáfora que metia a palavra 'cara' e a palavra mais corriqueira para rabo, mas achei que não devia, fica para a imaginação do estimado leitor). Não que os habituais 'clientes' do tribunal se importem muito com o aspecto do tribunal, digo eu.
Tal está que não divulgo os motivos que me levam a tal sítio.
Foi engraçado. Nem que não fosse por me terem perguntado se tinha uma bomba depois de o detector de metais ter apitado umas quantas vezes comigo.

Acho mesmo que só me perguntaram sobre a bomba porque tenho barba de umas quantas semanas, devem ter-me confundido com um Mohammed qualquer. Com todo o respeito pelo nome que por sua vez é o nome próprio mais utilizado em todo o mundo.