domingo, 23 de outubro de 2011

'existe dor e se calhar um pouco de ressabiamento'



Adorei.
E quem não gostar desta versão é porque anda mesmo ressabiado.
É bom quando ouvimos uma música que nos faz rir assim.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

update 2.1

Perspectiva que eu tenho de mim:



Olhar vazio, barba enorme e com ar de marinheiro que pouco faz. Acho que é assim que pareço 80% do tempo. Então para quem não me conhece ainda deve ser pior e devem achar que tenho qualquer problema de integração social.
Quem não se acha esquisito que atire a primeira pedra.

update 2.0

Como não vinha aqui há 3 meses, talvez as pessoas tenham perdido um pouco a noção do que tem vindo a acontecer comigo.
Nada, não perderam nada. Não mudou nada.

- Basicamente não entrei na universidade e, por isso, ando aí na escola secundária a assistir a umas aulinhas para ver se é desta que entro.
- Não tirei a carta e ando aí desesperado por tirá-la. Só falta aquela cena, como se diz ? Dinheiro, isso.
- Ando aí à procura de uma actividade extra para ganhar dinheiro. Já enviei uma data de currículos mas nada. A minha paciência também não é a melhor e não sei esperar. Acho que uma semana é pouco né?
Já considerei menos entrar em actividades ilícitas. E, por falar nisso, anda aí cada anúncio suspeito.
- Quero um telemóvel também. Sou fútil e quero um telemóvel. Preciso de um.
- Vim aqui todos os dias mesmo não escrevendo, lendo os habituais sítios que frequentava.

Sim, andei 3 meses a passear, a vir ao blogger e a fazer nenhum da vida. Sou mais um de milhões cá do burgo.

domingo, 9 de outubro de 2011

chuva de estrelas

Esta noite vai haver um momento engraçado.
Gostava de ver. É algo que pode ser bonito. Apesar de não ser tão raro como aqueles cometas que só se vêem uma vez na vida, são de uma beleza talvez superior para além da maior duração.
Aqueles que pedem desejos com isto, podem pedir muitos hoje. Com sorte algum será realizado.
Somos mesmo pequenos em relação ao resto do universo. Considerando que conhecer o universo é ter a sabedoria contida nele, somos todos tão burrinhos. Tão pequenos e tão arrogantes. O universo subjuga-nos todos os dias ao nível em que merecemos estar. Somos mais um de milhões de planetas e nunca fomos muito longe. Somos miseráveis do universo.
Há coisas pequeninas que valiam a pena ser aproveitadas de outra forma. Esta é, para mim, uma delas.


Eu tenho uma estrela comigo, mas esta não caiu do céu. Fui eu que a apanhei.

sábado, 2 de julho de 2011

procura-se projecto

Quando inicialmente criei este blog, não sabia qual o seu conteúdo nem qual o feedback que iria ter. Queria ter mesmo só um sítio onde pudesse dizer as baboseiras que eu quisesse e bem entendesse. O meu discernimento social acabou por filtrar algumas dessas coisas para não ferir susceptibilidades. Ainda assim, estou contente com o que fiz até aqui. Contra alguma expectativa, Maio e Junho foram os meses mais requisitados do blog segundo as estatísticas. No entanto, a minha relação com o blog já não é o que era. Não gosto de ser deprimente no blog nem fazer dele um diário. Não quero ser chato e fazer reflexões profundas e clichés. As coisas com piada ou já foram ditas, ou são óbvias ou não as estou a ver. Está difícil produzir um blog com os mínimos de qualidade.

Estou a considerar em começar um novo projecto. Se alguma pessoa tiver algo interessante ou em mente para criar algo na blogosfera e quiser a minha colaboração, estou aberto a propostas.

Não vou fechar este blog. Se aparecer algo apenas estarei ali ao lado, mas certamente que irei, mais tarde ou mais cedo, voltar aqui e ser quem sempre fui, escrever à minha maneira, o que eu quiser.


Luis M.

sábado, 11 de junho de 2011

press button


Nos últimos dias não tem dado jeito nenhum vir cá. É portefólio de Biologia, é avaliação de EF, é Relatório Final de AP, foi muita coisa. Para mim as aulas acabaram. O balanço do ano é francamente positivo mas agora chega a parte mais importante. Por isso, caros diletantes da blogosfera, estou a anunciar o fim do luzes. Pelo menos temporário. Provavelmente amanhã vou ter uma ideia fantástica para escrever aqui e dou cá outro salto. Quem sabe, eu não deixe isto ir abaixo e mantenha isto ainda ligado a soro e às máquinas.
Sobre mim, não há grande coisa a acrescentar. Ontem fui ver um espectáculo de marionetes. Foi sem dúvida interessante e diferente.
As minhas notas vão ser boas, só mudava uma, a de Matemática. Ontem despedi-me de algumas pessoas. Quarta-feira será o jantar de turma. Há pessoas que levo na memória, há pessoas que levo no coração e há outras que não levo em lado nenhum sinceramente.


Então, até à próxima.
Talvez dia 27.

Luís Miguel


quinta-feira, 2 de junho de 2011

o amor preguiçoso.

o amor preguiçoso foi criado por aqueles casais frustrados e descontentes. aqueles cuja motivação na relação é quase nula. isto desencadeia um ciclo em que um dos intervenientes do casal se conforma com o outro e baixa os seus padroezinhos de exigência. o outro adapta-se à baixa exigência e também não faz nada para mudar o paradigma. ao casal juntam-se filhinhos que assistem às discussões caseiras e ficam traumatizados e assustados.

o amor preguiçoso é aquele de quem não se esforça todos os dias. é daqueles que por mais que gostem de alguém não passam das palavras aos gestos. e um gesto pode mudar tudo. dar completamente a volta a tudo. e as pessoas fecham os olhos a isso e jogam só pelo seguro. as pessoas deviam ser felizes com o parceiro que escolheram e se não o estão, deviam procurar alguém que faça. sem cerimónias. desgastar as relações das pessoas é muito desumano. levar tudo ao extremo de infelicidade amorosa é antropófago.e eu não gosto de antropófagos. tenho dito. não suporto pessoas frustradas.

se ao menos tentassem...

how to make it last

#1 - dando-lhe papelinhos com mensagens românticas

#2 - fazendo-a rir sempre que está connosco

#3 - fazer isto e outras coisas com vontade, naturalidade e um sorriso nos lábios

terça-feira, 31 de maio de 2011

e finalmente o último teste já está feito!

domingo, 29 de maio de 2011

direito de antena

Daqui a 7 dias estreio-me nas urnas numa verdadeira eleição. O meu entusiasmo é o mesmo que nas eleições do delegado de turma.

Sinceramente, ainda não me decidi. O que não é bom. Para não me ter decidido há duas hipóteses só assim à cabeça:

Primeira opção - estamos rodeados de pessoas muito competentes que transmitem muita confiança aos eleitores e nem sabemos em quem votar com tal abundância de salvadores do reino. Not.

Segunda coisa - os candidatos atropelam-se uns aos outros em insultos e é sempre mais do mesmo. Os favoritos vestem as cores do costume e não há verdadeira mudança. É como no Sporting e a casa estará sempre desarrumada. Sim.


Quem convive comigo sabe que já considerei menos votar no PPM. É que estou para mim que mudar o regime nem era a coisa pior que poderia acontecer ao país. Naturalmente que não vou votar nestes porque a Casa de Bragança também não me inspira muita confiança.
Oxalá o paradigma mude, isto não está bom para ninguém. Ontem presenciei, em pleno centro, o confronto dos laranjas e dos roxos (vermelhos?). Foi engraçado terem-se cruzado na minha cidade. Fez-me lembrar as hostilidades entre as claques de futebol, havia tambores, garrafas, bandeiras, estava tudo a jeito para o confronto.

P.S - aqueles anúncios de propaganda no direito de antena são mesmo pouco cativantes, é meio caminho andado para que não vote nesses.

sábado, 28 de maio de 2011

sobre a romanização da cidade

P.C - Eu já fui ontem (anteontem) à Feira Romana (...) Dança do ventre e tal, muito giro.

C - Dança do ventre? Ai P.C vou contar à sua mulher...

P.C - É isso, dá-lhe ideias.


vou sentir falta disto, vou.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

E o Luis recomenda..



Último a sair. Sinceramente, do melhor que a ficção nacional produziu em muito muito tempo. Isto tem piada, e merece mesmo ser visto por quem quer. Palmas para a rtp e para o Bruno Nogueira. Isto merecia outra temporada com outros actores e 'personagens'.

Jukebox#12

video

Atenção que esta é um clássico.
Encontrei este video por aí e pareceu-me apropriado para a música e em vez de um videoclip que não encontrei, tinha de ser este.


We're happy together
não preciso de dizer mais nada

segunda-feira, 23 de maio de 2011

bad translator

O bad translator é um site cujo objectivo é simplesmente passar o tempo.

Basicamente, aquilo pega numa expressão que escrevemos e faz umas quantas traduções até chegar a uma nova e última tradução.

É uma espécie de 'telefone estragado' em versão multilingue e online.

sábado, 21 de maio de 2011

yes, we can


O tempo e a experiência provaram-me que não tenho jeito nenhum para artes plásticas..
Mas a tua mão esquerda e a minha mão direita devem ser capazes de recortar isto direitnho.

random #1

Solução para o ego alto:

- ir ver as notas do último candidato a entrar no curso de medicina e ver que ainda estamos um bocadinho muito longe disso.


(válido apenas para algumas pessoas, que como eu, estão interessadas no curso e cujo ingresso está inseguro ou posto de parte)

sexta-feira, 20 de maio de 2011

#2

injusto.

Não sei como escrever isto, nem sei bem onde o fazer. Há pessoas que têm pouca sorte, outras nenhuma. Gostava mesmo que te corresse tudo bem na vida. Sei que tu mereces e entristece-me saber que a vida não te sorri como a outros. Gostava de te conhecer noutras circunstâncias para ti. Tu mereces alguém melhor para ti.
Só quando vemos o que os outros não têm e sofrem com isso é que percebemos que temos realmente muito. Neste momento sinto-me mal por ser um sortudo. Mas é isso, sou um sortudo.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

La Tomatina



Ao que consta, no próximo sábado vai haver uma destas cá no sítio. Não sei como vai ser, sei que vou estar ocupado, mas gostava que no final de tudo limpassem também. Parece que é a 1ª vez que vai haver em Portugal. Chamam-lhe a '1ª Tomatina Portuguesa'. É uma tradição espanhola, já devem ter visto ao longo dos anos referências à dita na televisão. Talvez num destes anos, caso se repita, eu entre na festa.
Apesar de não me parecer que isso aconteça.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

#1

Quem com ferros mata,

com ferros morre.

terça-feira, 17 de maio de 2011

como é que eu vou ver a final(íssima) da Liga Europa amanhã

Em Dublin?

Na avenida da cidade?

No estádio??

Não, em minha casinha se estiver em casa. Como o meu clube do coração, o Aliados Lordelo, não é nenhum dos finalistas, fico na expectativa de ver qual dos dois clubes ganha. Temo que me seja indiferente a vitória dos azuis ou a do Braga que muito fez para lá estar. No entanto, dado que vivo na cidade dos Arcebispos, ou da Pedreira, já nem sei o que fala mais alto sobre a cidade, ia gostar mais que a equipa da cidade vencesse. Só por ser inédito e quem sabe, bom para a cidade e seu clube. Oferecer a hipótese de engrandecer o clube ao nível do Sporting (o que já nem falta muito, diga-se) parece-me ser um comboio que não se pode perder. No entanto, e como disse, este é para mais um jogo e nada mais. Vou vê-lo com menos vontade do que verei a final da Liga dos Campeões. Muito honestamente. Mas tragam de lá a Taça que eu quero tocar-lhe.

domingo, 15 de maio de 2011

E a sugestão de cinema do Luis é ..


Fast Five.
Se gostaram dos anteriores, vão adorar este. Para mim, o melhor da série. De longe. Tem tudo mesmo. Não vou contar o filme como é claro mas é adrenalina desde o 1º momento. Este entra directamente na minha lista de filmes favoritos. Foi como se tivessem juntado o melhor de todos os filmes anteriores e misturassem tudo até fazer o melhor filme possível. Sem dúvida que ganhou destaque. Fiquei feliz por saber que há um final aberto e é possível que haja 6º filme. No entanto, duvido que seja tão bom quanto este. Muito muito bom. Ver aquela equipa toda reunida, foi do melhor mesmo. Épico. Vale mesmo uma ida ao cinema. Mas só para quem gosta. Este filme é perfeito para os fãs da série.

Nota 5/5.

wedding

Her vows - "I wanted these vows to be perfect, but perfection is a hard thing to get your hands on. But life is meant to be a little messy, and when it comes to love I think it's like my dad always said about the army: You only sign up if it's the only thing you could ever imagine doing. Clark, I can not imagine spending a moment of my life without you. I promise that I will always have your back, as you will always have mine. You're my best friend, you're my home, and you are my true love, and I am yours and will be forever."
video


His vows - "I, Clark Kent, take you, Lois Lane, to be my companion, forever. With you by my side I will never be alone. Though the world sees a strong and independent woman, I've never known someone with such gentle grace and more pure heart. When I've been lost you've always been there to bring me back, so on this day, at this moment, I pledge the rest of my life to you. You've always believed in me, and I believe in you. When you believe in someone it's not for a minute, or just for now, it's forever."
video



Amo-te

sexta-feira, 13 de maio de 2011

é bestial quando o blogger fica horas e horas em manutenção ou lá o que é.

é bestial chegar cansado a casa.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

if you need me, i will be there. if you don't need me, i will be there for you either




Blood Sister ♥

Raffaele Bendandi

Raffaele Bendandi (1893-1979) foi um pseudocientista italiano.
Autodidacta, Bendandi desenvolveu uma teoria sobre as causas de determinam um terramoto, logo após ao grande abalo sísmico ocorrido na cidade de Messina, em 1908. Esta teoria é baseada no alinhamento planetário do sistema solar. Ganhou notoriedade ao comprovar sua teoria, fazendo uma previsão para o dia 2 de janeiro de 1923 e este terramoto ocorreu dois dias após a data mencionada (4 de janeiro) na cidade de Senigallia.

Conforme a teoria de Raffaele Bendandi, calcula-se um novo terramoto, para a cidade de Roma, no dia 11 de maio de 2011 ou em dias próximos deste.

in Wikipédia

Hoje, dia 11 de Maio de 2011, verificou-se que cerca de 20% da população de Roma faltou ao trabalho com medo do dito cujo. Inversamente a estas pessoas, verificou-se um boom na indústria hoteleira da cidade. Ao que parece isto foi correndo nas bocas do povo e o povo ganhou respeito à teoria de Bendandi. Segundo os estudiosos do assunto, não está previsto nada para hoje nem para os próximos dias.

Aposto é que o dizem a fazer figas se calhar. É esperar para ver (de longe).
Hey, Jude, don't be afraid,
You were made to go out and get her,
The minute you let her under your skin,
Then you begin to make it better.

And anytime you feel the pain,
Hey, Jude, refrain,
Don't carry the world
Upon your shoulders.

terça-feira, 10 de maio de 2011

i know i'm twelve

video


Pérolas da televisão.

confiança é isto



Pena é ter saído tudo furado -.-
O mais fixe é que aquilo tem 'Directo Braga', ou seja, foi no final do 2º jogo, ou seja, o Benfica tinha sido eliminado.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

#Hashtag, eu acho bués de sexy

Devido às minhas tendências heterossexuais, tudo o que virá a seguir deve associar-se a mulheres. Confesso que até me custa a admitir alguns destes pontos mas pronto. A falta de inspiração leva-me para isto.

1 - sempre curti orelhas, não sei porquê.

2 - o pescoço é sempre algo sensual nas mulheres. Sempre. Elas sabem-no e exibem-no, andam para aí a pavoneá-lo todos os dias.

3 - adoro raparigas de pijama. acho que se uma rapariga conseguir ser sexy quando está com roupa 'confortável', consegue ser de qualquer maneira.

4 - no outro dia, ouvi fazerem referências às covinhas no fundo das costas que algumas mulheres têm. De facto, é sexy.

5 - A língua.

6 -  Uma rapariga que sabe o que quer.

7 - Uma rapariga que sabe falar, conversar e é inteligente.


P.S -  é claro que excluí da lista coisas óbvias na mulher.

domingo, 8 de maio de 2011

Songs , não gozar. é aleatório... não tenho culpa

Songs.
1 - Pôr o Media Player no modo aleatório;
2 - Carregar "seguinte" para cada pergunta;
3 - Usar o titulo da música como resposta a cada pergunta, mesmo que não faça sentido e sem fazer batota!;
4 - Fazer comentários às perguntas/respostas.


1 - Como te sentes hoje?
Boulevard of Broken Dreams – Green Day
Broken Dreams ? Pediram-me para não desistir. Não desisto.
2 - Vais ser alguém na vida?
Violet Hill – Coldplay
'it was a long and dark new December'
3 - Como os teus amigos te vêem?
I just died in your arms tonight – Whitesnake.
fora de contexto.
4 - Vais casar?
Always – Bon Jovi
Se ela aceitar. Always.
5 - Qual é a música do teu melhor amigo?
High Hopes – Pink Floyd
Ele merece. Coincidência ou não, eu mostrei-lhe esta música quando ainda nos estavamos a conhecer.
6 - Qual é a história da tua vida?
Paths of Victory – Bob Dylan
Oxalá continue a ser.
7 - Como é que foi a escola secundária?
Thriller – Michael Jackson

Medo. Felizmente ainda há 12º ano e a minha vida do secundário ainda não chegou ao fim (:
8 - Como é que podes ir adiante na vida?
Always On My Mind – Elvis Presley

Com ela.
9 - Qual é a melhor coisa nos teus amigos?
Dream On – Aerosmith
(..)

10 - O que é que está "in" esta semana?
English Man In NY – The Police
NY is always 'in'

11 - Como é a tua vida?
Sultans of Swing – Dire Straits
Havia hipóteses melhores.
12 - Que música vai tocar no teu funeral?
How To Save a Life – The Fray
Se calhar vai é ser tarde de mais.
13 - Como é que o mundo te vê?
Runaway Train – Soul Asylum
Há comboios que só passam uma vez na vida, eu talvez seja um desses.
14 - Vais ter uma vida feliz?
Falling Slowly – Kris Allen

yes.
15 - O que é que os teus amigos REALMENTE pensam de ti?
Keep Holding On – Avril Lavigne
Pensam que eu não ouço isto. E não ouço, estava no aleatório.
17 - Como te podes fazer feliz?
Snow (Hey Oh) – Red Hot Chilli Peppers

Neve era giro. Há falta de neve em Braga.
18 - Com que música fazias um striptease?
One – U2

sim, só fazia um striptease para uma pessoa e se perdesse uma aposta!
19 - Se um homem numa carrinha te oferecesse um doce, o que farias?
Here I Am – Bryan Adams
isto é estúpido! Não sou viciado em doces -.-
20 - O que é que a tua mãe pensa de ti?
Downtown Train – Rod Stewart
(...)
21 - Qual é o teu segredo mais escuro e profundo?
Otherside – Red Hot Chilli Peppers
Todos temos um outro lado. é preciso é que as pessoas gostem dele.
22 - Qual é a música do teu inimigo mortal?
Tears and Rain – James Blunt

Lamento muito.
23 - Como é a tua personalidade?
All Good Things – Nelly Furtado
Yeaaah.
24 - Qual música vai tocar no dia do teu casamento?
Por quem eu não esqueci – Xutos&Pontapés

Não sei porquê, havia melhores.
25 - Que música vai tocar na tua lua de mel?
If tomorrow never comes – Ronan Keating

totalmente. ly
26 - O que os desconhecidos acham de ti?

Don’t Kill me tonight – Di-rect
I'm a serial killer.
27 - Amanhã vais dar um concerto, com que música é que inicias um concerto?
Stand by me – Ben King

Por que não?
28 - Com que música encerras o concerto?
Us and Them – Pink Floyd

?
29 - Que música dançarias em frente ao teu ídolo?
Hey You – Pink Floyd

Eu não danço.
30 - Se te visses em apuros como é que sairias dessa situação?
Talk – Coldplay

falar é sempre a melhor forma de resolver os conflitos
31 - Com que música patinarias no gelo?
Sex On Fire – Kings of Leon
que ironia, gelo e fire.
32 - Que música define a tua passagem de ano novo?
21 Guns – Green Day

do you know what's worth fighting for
33 - O que dirias àquele prof. que odeias?
I want it all - Queen
eu mereço, eu peço.
34 - O que dirias se tivesses de te despedir dos teus pais?
Money – Pink Floyd

sempre preciso. mas eu nem costumo pedir assim dinheiro aos meus pais!!
35 - O que dirias a uma pessoa que estivesse a morrer à tua frente?
Sunday Bloody Sunday – U2

perfeito.
36 - O que dirias ao telemóvel com uma pessoa que te estava a irritar?
Last Kiss – Pearl Jam

e desligava.
37 - Quando vês um amigo triste, o que fazes?
Far Away – Nickelback
o oposto
38 - O que farias à/ao tua/teu irmã/irmão quando ela/ele te irritasse?
November Rain – Guns N’ Roses

fora de contexto.
39 - O que dirias à tua mãe?
Say It Right – Nelly Furtado

yeaaah e levava  uma chapada.
40 - O que dirias ao teu pai?
Look After You – The Fray

sempre.
41 - O que farias ao teu gato se ele te partisse algo importante?
Alive – Pearl Jam

dava-lhe festinhas.
42 - O que dirias à Directora da tua escola?
Love of a life time – Lifehouse
weird.
43 - Se fosses enfermeira o que dirias a uma criança que ia apanhar uma vacina?
Time of Your Life – Green Day
pode salvar-te.
44 - O genérico de uma novela, qual era?
Streets of Philadelphia – Bruce Springsteen
teria era de ser deprimente.
45 - Se cantasses uma música com o teu ídolo qual seria?
Forever Young – Alphaville
not.
46 - Se cantasses com uma pessoa que odeias?
Wicked Game – Stone Sour

make sense.
47 - Que música irás cantar quando acabares este questionário?
Time – Pink Floyd

já estava na hora!!!


P.S - Isto tem estado na oficina tempo de mais. Hoje quis soltar cá para fora.

sábado, 7 de maio de 2011

o karma

Todos fazemos coisas más e todos fazemos coisas boas. Só temos de ter cuidado com o que fazemos. Temos de ter consciência dos nossos actos. Por vezes, vejo que é evitável fazermos coisas más. Mesmo contra a nossa vontade. Eu acredito que na jornada da vida calcamos sempre alguém. Acho que é a lei do mais apto. the survival of the fittest. Agora temos de ter em conta os motivos que nos levam a fazer as coisas. O karma diz que o bem que fazemos, volta para nós numa intensidade equivalente ao que fazemos. Da mesma forma, o mal que praticamos volta-se contra nós em pouco tempo. É a forma da Natureza retomar o seu equilíbrio dinâmico. Apenas temos de aprender a viver com isso.

Há quem aprenda a viver com o karma e há quem não aprenda e sofra com isso.

Karma is only a bitch if you are.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

tijolos

'Juntam-se os homens que entraram hoje, dormem onde calhar, amanhã serão escolhidos. Como os tijolos. Os que não prestarem, se foi de tijolos a carga, ficam por aí, acabarão por servir a obras de menos calado, não faltará quem os aproveite, mas, se foram homens, mandam-nos embora, em hora boa ou hora má, Não serves, volta para a tua terra, e eles vão, por caminhos que não conhecem, perdem-se, fazem-se vadios, morrem na estrada, às vezes que roubam, às vezes matam, às vezes chegam.'

in Memorial do Convento

quarta-feira, 4 de maio de 2011

fobias parvas #2

Ora bem, na sequência de um grupinho de fobias parvas que apresentei há uns tempos apeteceu-me (e isto é mesmo assim, apeteceu-me) presentear o blog com mais umas quantas. Bem tristes, diga-se de passagem. Eu vou dizendo a minha opinião pessoal sobre as mesmas.

  • Ripofobia - medo de 'fazer sair' fezes, que é como quem diz 'arreliar o calhau'.
Triste. Nem imagino como seja. Suspeito que isto já esteja extinto.

  • Sarmassofobia - medo de jogos de sedução.
Há pessoas tímidas. Há, não há?

  • Unatractifobia - medo de pessoas feias.
Mais uma vez, a wikipédia é uma enciclopédia de todos e para todos e pode conter manhas mas por amor de Deus, isto ? medo de pessoas feias? medo ?  medo ? medo ? Parece-me tanto uma desculpa para nem sei bem o quê.

Por hoje é isto. Até qualquer dia.

domingo, 1 de maio de 2011

feliz dia da mãe

Toda a gente sabe a influência das mães na vida de uma pessoa. É a primeira pessoa que nos transporta. A minha não é muito diferente disso. Esteve sempre comigo, à sua maneira. Mas esteve. Umas vezes a tomar conta de mim mais perto, outras mais longe. Nunca deixou de se importar. Eu bem sei que ela não vai ver isto. Não que me isso me incomode, eu não preciso de mostrar um texto destes para que ela saiba que eu gosto dela. A minha relação com a minha mãe assenta muito na confiança. A minha mãe sabe que não lhe minto.
Há 18 anos que a conheço e há 18 anos que ela me conhece. Sabe bem quando deve falar comigo e quando não deve. Após tanto tempo ainda me consegue surpreender.
A minha mãe sabe que eu gosto dela. A minha mãe sabe que é importante. Sabe que eu gosto de falar com ela. Sabe que é importante para mim falar com ela e ter a 'aprovação' dela. É o poder das mães.

gosto muito de ti mãe.

sexta-feira, 29 de abril de 2011

área de projecto #2

Nos últimos dias tenho estado tremendamente ocupado essencialmente com uma e uma só coisa: trabalho de AP. Praticamente todos os momentos passados no computador têm sido para isso. Não recordo um dia em que o grupo não se tenha reunido este período. Agora sim: está feito! Após tanta coisa, tantos problemas, tanta preguiça, tanta falta de criatividade. Estou orgulhoso do trabalho final. Vi aquilo transformar-se de algo mesmo aborrecido em algo bastante agradável. Agora é fazer figas e esperar.

Obrigado Catarina pela sugestão há uns valentes meses atrás!

terça-feira, 26 de abril de 2011

e fui sugado pelo vortex do regresso das aulas -.-

Não tinha saudades disto. Nenhumas.

domingo, 24 de abril de 2011

update

Com estas movimentações todas de Páscoa está complicado vir aqui escrever algo decente. No outro dia vá, tive uma reflexão profunda sobre mim e até foi grande mas de resto, parece-me que anda um bocado fraquinho. Apesar de tudo, bastante melhor que os últimos três meses. Desculpem-me lá isso.

Vamos a coisas:
  1. No outro dia fui à UM, mais propriamente à faculdade das Ciências da Saúde e ao IVCS (pesquisem) e basicamente aquilo fica longe. Muito longe. Basicamente tem que se atrevassar o campus todo. São uns 7 minutos a pé, ou mais. Estando lá em cima (sim, é a subir), tem uma vista agradável. Pareceu-me um sítio muito calmo e bom para se trabalhar.
  2. A minha intenção era falar com um investigador de lá e visitar os laboratórios. Vi algumas coisitas mas ainda devo voltar para lá para uma visita mais a sério.
  3. Na terça-feira passada foi a exibição dos filmes e aquilo está cómico. Mesmo. Ainda não temos os DVD's dos filmes mas deve estar para breve. Ficou no ar a hipótese de repetirmos algo semelhante mas com uma dimensão maior. Excelente caso se confirme.

sábado, 23 de abril de 2011

live and let die.

Hoje fui ver um filme. 'Source Code', cheguei há uns minutos de o ver. Foi interessante. Fez-me pensar no que vem a seguir. Há momentos que gostávamos de viver para sempre. Há realidades que gostaríamos de alterar e viver segundo os padrões que quisermos. Uma espécie de dimensões paralelas. É para aí que eu quero ir se morrer. Se houver outra dimensão, quero ir ver como é. Quero pisá-la. Ver como serão as pessoas. O filme roda à volta de 8 minutos que o Jake G tem de reviver vezes sem conta. São só 8 minutos mas no final, ele consegue prolongar essa realidade paralela.

Por vezes, dá mesmo essa vontade. Retroceder oito minutos da vida e voltar a repetir tudo e mudar só alguma coisinha. Fazer tudo ao contrário e tentar com que tudo dê certo. Há erros que se cometem, há acidentes de percurso. Se tudo corresse como planeado de certeza que o mundo não seria assim. Boas coisas surgiram do erro de outros. A América foi descoberta por engano. Eu conheci pessoas boas por acaso. Um pequeno pormenor alterado podia ditar muitas coisas. Eu acredito que tudo acontece devido a consequências de acções anteriores. X desenvolve para um Y ou Y acontece porque um X existiu antes. Se a minha avó não quisesse um gato e não tivesse pedido um gato à minha mãe, eu não teria um gato. Eu ter dito uma palavra pode ter-te pôs-to triste. E disso eu tenho culpa.

Voltava atrás as vezes necessárias para que tudo corresse bem. Tudo. Butterfly effect ? Se calhar. O simples facto de não ter nascido alteraria a vida a muita gente. Podia ser melhor ou pior, mas seguramente diferente. Há pessoas que nos são queridas que queremos simplesmente que sejam felizes, por mais que nos custe. Aprendemos a amar as pessoas. A gostar delas. Temos relações com elas. Pelo menos isso acontece comigo. O meu gato provavelmente teria morrido nas ruas se a minha avó não quisesse um gato.

Como ser, eu sou uma porcaria. Devia ter um computador que me dissesse as consequências das minhas acções. Não quero ter de corrigir erros meus, nunca mais. Não quero morrer sabendo que não está tudo como deveria estar.
morrer a teu lado é uma forma tão 'divina' de morrer.

Quando eu morrer, quero saber e sentir que tudo fiz para que corresse tudo bem. Não digo que tenha feito tudo bem porque já fiz coisas mal. Mas quero morrer a saber que fiz tudo para que ficasse tudo bem. Não gosto de projectos inacabados. Não gosto de deixar as coisas por fazer. Quero levar tudo até ao fim. Para as melhores coisas, quero descobrir que não têm um fim. Constrói-se o futuro com pequenos passos seguros e sólidos. De baixo para cima. Se tivermos que recuar, damos as mãos e avançamos juntos.

Quero morrer velhinho e dizer que tive um blog e que um dia escrevi sobre isto, o que quer que seja isto. Eu não quero voltar minutos atrás. Eu quero é que os minutos andem mais depressa até poder estar junto daqueles e daquela. Estou contente por poder olhar para trás sem amargura. Esta é a realidade que quero viver. É esta que quero, com todos os seus defeitos. Se não morrer velhinho, quero viver uma realidade paralela onde altere o detalhe que me permita morrer velhinho com o ar de quem viveu o que sempre quis. Quero morrer com aquele sorriso nos meus labios.

Se somos capazes de o sonhar, somos capazes de o fazer.

Demorei bastante a escrever tudo e nunca sei quando acabo.

Eu quero que tudo corra bem. É isto que eu quero.
Liga-me. Quero fazer-te ver as coisas de forma diferente.

todos temos um lugar no mundo. o meu, é a teu lado 

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Se eu fosse um questionário


?




Se eu fosse um mês seria... fevereiro.
Se eu fosse um dia da semana seria... sábado.
Se eu fosse um número seria.., agora, o 20 ou o 31.
Se eu fosse uma flor seria... tanto faz, ela gosta de todas.
Se eu fosse uma direcção seria... gosto da esquerda ou para cima.
Se eu fosse um móvel seria... uma cama enorme.
Se eu fosse um líquido seria... mercúrio.
Se eu fosse um pecado seria... eu sou o pecado dela.

Se eu fosse uma pedra seria... corindo.
Se eu fosse um metal seria...platina.
Se eu fosse uma árvore seria... centenária, com raízes muito profundas, fácil de trepar e alta. Gostava de ser capaz de ter uma 'tree house'.
Se eu fosse uma fruta seria... manga.
Se eu fosse um clima seria... um tropical, quente mas também gosto da chuva, acompanha o meu estado de espírito.
Se eu fosse um instrumento musical seria...um piano de cauda ou um saxofone.
Se eu fosse um elemento seria... terra ou fogo.
Se eu fosse uma cor seria... branco

Se eu fosse um animal seria... tigre ou lobo.
Se eu fosse um som seria... respiração ofegante.
Se eu fosse uma canção seria... born to run , you found me , this I love (muitas outras poderiam passar por aqui)

Se eu fosse um perfume seria... o dela.
Se eu fosse um sentimento seria... láska.
Se eu fosse um livro seria... de capa dura, feia, com muitas páginas por escrever ainda. Ainda sem título mas com muitos autores. Já muita gente deixou o nome nas páginas da minha vida.

Se eu fosse uma comida seria... picante provavelmente.
Se eu fosse um cheiro seria... axe excite. foi um bom investimento. ‘nem os anjos resistem’

Se eu fosse um verbo seria... acasalar.
Se eu fosse um objecto seria... um disco rígido ou um lápis.
Se eu fosse uma peça de roupa seria... um robe ou um pijama.
Se eu fosse uma parte do corpo seria... um cordão umbilical, um coração ou a hipófise.
Se eu fosse uma expressão seria... 'tenho saudades tuas', 'não sei, digo eu', é que eu nem sei ...
Se eu fosse um desenho animado seria... brian griffin.
Se eu fosse um filme seria... um documentário. ou um auto-biográfico.
Se eu fosse uma forma seria... quadrada. sou muito quadrado infelizmente.
Se eu fosse uma estação seria... a dos correios.




quarta-feira, 20 de abril de 2011

terça-feira, 19 de abril de 2011

Hoje vi um carro daqueles com o volante do lado direito, 'à inglesa'. Não percebi foi porquê. Deve ter-se sentido um bocado deslocado....

new born.

decidi adaptar-me aos novos ventos , às novas doenças e lavei a cara. lavei a cara e mudei o meu nome e a minha foto.

apeteceu-me.


letra.

música/video:

video

doente

''A cidade está deserta,
E alguém escreveu o teu nome em toda a parte:
Nas casas, nos carros, nas pontes, nas ruas.
Em todo o lado essa palavra
Repetida ao expoente da loucura!
Ora amarga! Ora doce!
Pra nos lembrar que o amor é uma doença,
Quando nele julgamos ver a nossa cura!''

sábado, 16 de abril de 2011

16

Hoje girou tudo à volta do 16.

16 dias.
filme 16.
dia 16.

16 posts.

Jukebox #11

video


Don't Cry - Guns N' Roses

Oficina de Realização - dia 4 e 5

Na manhã do 4º dia faltavam ainda filmar uns planos e outros teriam de ser aprimorados. Apenas planos de exterior. Então, reunida toda a equipa lá fomos para o local certo. Montámos tudo e começámos a filmar. Iniciámos as filmagens pelo meu plano, pelo plano que eu dirigia. Após muitos muitos takes, lá conseguimos o que queríamos. Após tudo estar pronto, seguimos viagem de volta ao Theatro Circo para a pausa do almoço.
Almocei com o grupo do meu filme enquanto que o outro foi almoçar a outro sítio.
Almoçámos cedinho e seguimos para as catacumbas do teatro para esperarmos a formadora da parte da Montagem dos filmes. Sobre o tempo de espera podia contar muita coisa mas não é relevante para a descrição da oficina.
A montagem é, para mim, a parte mais cansativa e mais aborrecida. Um computador com cinco pessoas de volta não é muito estimulante. Assim se fez a nossa tarde. A montagem do filme do nosso grupo ficou praticamente pronta.
Para o dia seguinte ficámos de arranjar uns sons e músicas para o filme.
Hoje, de manhã, retomámos do ponto onde deixámos ontem e assim se fez a manhã. Desta vez, almoçámos todos juntos e mais uma vez, o tempo de espera depois do almoço foi muito bom. De tarde pouco fiz dado que se processava a montagem do outro filme. Admito que ver as imagens e uns quantos takes 'furados' pode ser cómico. Acho que no DVD que nos vão dar devíamos ter a secção de 'bloopers'. Estou contente com o resultado mas soube a pouco. Queríamos todos mais. Valeu toda a experiência. Fiquei com uma quantidade enorme de fotografias para recordação. Os dias 4 e 5 foram os menos entusiasmantes em termos de workshop, mas sem dúvida que valeram por outras coisas.

E pronto, chegou ao fim.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Oficina de Realização - dia 2 e 3

Dias de rodagem. Basicamente resume-se isso. Não ficou tudo feito ainda. Amanhã teremos ainda de filmar um último plano de exterior. Esta experiência tem sido brutal. Ontem de manhã tivemos introdução ao material de som e imagem. De tarde iniciámos o filme propriamente dito. Foi chato, principalmente para uns de nós que têm que ficar na mesma posição durante horas para que nada numa cena seja mudado. Estou a gostar do grupo, praticamente todo. Os (de)formadores continuam na mesma onda. Hoje representei para o filme do outro grupo. Na cena final tive que dar um beijo à actriz e até ando com sorte, calhou-me a melhor actriz de todas, a mais bonita, a mais (que) tudo. Os (de)formadores deram-nos os parabéns. Amanhã procedemos à montagem do filme. O que menos me satisfaz é mesmo a curta(íssima) duração do filme mas serviu pela experiência. Até sábado mantemo-nos ainda em grupo e a trabalhar. É preciso arranjar sons e umas quantas coisas. Não sei que trabalho nos dará a montagem mas as filmagens de exterior
Adoro particularmente a parte em que durante filmagens exteriores as pessoas passam pela câmara a olhar para ela.  É delicioso.

terça-feira, 12 de abril de 2011

Oficina de Realização - dia 1

Hoje começou a dita oficina. Por volta das 9:30 e até às 10h fui-me encontrando com o pessoal que conhecia que ia participar no workshop. Chegada à hora, descemos uns andares no Theatro Circo até às catacumbas quase. Fomos apresentados aos formadores, o Pedro e o Tiago, tudo boa gente, tudo boa onda.  De seguida, mostraram-nos umas curtas metragens de inícios do século XX, filmagens a preto e branco. A ideia seria darem-nos as noções básicas de cinema, as regras básicas que não sou eu que as vou transmitir aqui. Explicaram diferentes planos de filmagem e simbologias. Basicamente foi uma injecção de matéria. Deram-nos as ferramentas mínimas necessárias para poder trabalhar.
Durante a tarde, formados os grupos de 5, iniciámos o processo de brainstorming de modo a obter ideias para a realização de um filme curto. A ideia é que cada grupo faça um filme e do workshop saiam dois filmes diferentes. No entanto, nós participaremos no filme deles como actores, produtores, assistentes de som, tudo o que seja necessário e vice-versa. Depois de reunidas algumas ideias, a discussão sobre como fazer, qual fazer, o que é melhor levou-nos tempo e mais que tempo. Basicamente demorou a tarde toda.
Estipulou-se que a rodagem seria feita em dois dias sendo que cada dia estaria destinado ao filme de um dos grupos. Calhou que a rodagem do filme do meu grupo fosse só na quinta-feira. Para amanhã está então programada a rodagem do outro filme. Amanhã sim, vamos mexer com câmaras, com material. Awesome.

Estou a gostar do que estou a aprender. De facto, aprendi bastante hoje. Se calhar podia querer ter feito algo diferente com as ideias que tivemos mas compreendo as nossas limitações de horários, de actores, de material. Somos uma equipa, para o bem e para o mal.