sábado, 23 de outubro de 2010

teorias sobre ..

Os ciúmes. Não há relação nenhuma em que estes não apareçam. Por vezes, até em situações de amizade eles aparecem. Sendo tão comuns e curiosos, achei que devia manifestar a minha opinião. Então para mim existem dois tipos de ciúmes.

Estirpe 1 - ciúmes normais e saudáveis que normalmente consistem numa 'birrinha' quando a nossa rapariga está a falar com outro rapaz que nós nunca vimos na vida ou quando a nossa miúda vai/está a trabalhar com outros. Nas raparigas manifesta-se normalmente quando o rapaz delas olha e aprecia um espécime feminino agradável à vista e capaz de despertar os instintos sexuais que temos. Apesar de tudo somos animais certo? Isto são coisas que não se podem levar a mal numa relação. É saudável e o casal deve rir-se destas situações. Se um gajo está convosco numa relação séria é porque gosta de vocês, não se sintam inferiores só porque ele olha para outras. Atenção que há limites: se um rapaz for com a namorada de mão dada (ou não), passa uma gaja boa em sentido contrário e ele, depois de se cruzarem, ainda roda o pescoço para a vislumbrar, uii.. caso ela não seja famosa, é caso para as namoradas o calcarem. Não pode é passar disto.  Isto é saudável, faz parte e não faz mal.

Estirpe 2 - ciúmes doentes e compulsivos. Estes consistem em teimosias face essencialmente a um rapaz que por sua vez dá a entender que está interessado na nossa mais-que-tudo. Os alvos destes ciúmes compulsivos podem ir desde ex-namorados da dita cuja a novos amigos que ela conheceu depois de nós. A ciumeira perante estes novos amigos deve-se essencialmente ao medo de sermos substituídos porque antes também fomos o 'novo amigo'. Esta estirpe traz geralmente muita discussão e raramente passa. Aquele rapaz que nos causa esta repulsa fica marcado se não para sempre, pelo menos durante muito tempo. Falar ao companheiro sobre a pessoa que lhe causa este tipo de ciúmes pode ser visto como uma forma de provocação. É favor evitar falar nessa pessoa. Geralmente este tipo de ciúmes se num estado avançado.causam separação do casal. Caso sejam detectados indícios desta estirpe é necessário diálogo sincero com a rapariga o mais cedo possível de forma a tratar da coisa. Estes ciúmes causam muita insegurança no ciumento.

É preciso ter muito cuidado com a estirpe 2. Muito cuidado. Pessoalmente, acho que para a estirpe 2 contribuem os três envolvidos. O ciumento, o alvo dos ciúmes e a rapariga. Os ciúmes para que se tornem de estirpe 2 sofrem uma enorme mutação e a rapariga contribui para a coisa. O ciumento não terá recebido segurança suficiente por parte dela e ela poderá ter deixado o alvo dos ciúmes ter-se aproximado demais. O alvo dos ciúmes pisou o risco ao querer aproximar-se e calcar terreno que não devia. O ciumento devia ter mais confiança em si e devia saber evitar estas coisas. Se a rapariga cometer erros, a culpa não tem de ser do ciumento. O ciumento tem de confiar nas suas qualidades de companheiro. Por isso não há inocentes quanto à estirpe 2. 
Apesar de tudo não deixamos de ser animais e não gostamos de partilhar a pessoa que escolhemos para nós. Por isso apelo à responsabilidade e senso comum para que as coisas cresçam e se desenvolvam de uma forma saudável. Desta forma é tudo mais fácil e as coisas acabam por correr melhor.

há que ter o ego em alta :b

10 comentários:

filipa disse...

a estripe 1 é normalíssima :)

catts ღ disse...

adorei.

catts ღ disse...

Oh, obrigadaa :')

BeatrizRodrigues disse...

Gostei desta publicação, ciumes, algo doentio e desnecessário, eu que o diga -.- .. Quanto ao teu comentário, as vezes olhar para cima é algo realmente difícil ;)
Já agora, segui-te xD

BeatrizRodrigues disse...

Ai xD
Está certo xD

Catarina@ disse...

pois há, podes ter a certeza que há pessoas bastante simpáticas*.*
obrigada pela tua opinião

mafalda fernandes ♥ disse...

gostei , vou seguir *

mafalda fernandes ♥ disse...

Ainda bem : )

Neuza disse...

ahah eu também :)

filipa disse...

ou range rover ou land rover são os meus carros ;D