domingo, 17 de outubro de 2010

reality shows

Parece que há por aí um canal que estreou há umas semanas um novo reality show. Dá pelo nome de Secret Story - A Casa dos Segredos. Na minha opiniâo o formato deste reality show é mais interessante que o do Big Brother porque obriga os concorrentes a conhecerem-se, não quer dizer que concorde com estes programas.
Podemos questionar a moralidade destes programas e os concorrentes seleccionados (a dedo, veja-se), mas a realidade é que o programa funciona mesmo. Eles têm as galas cheias de gente e nem todos são familiares/amigos dos concorrentes. Eu não sou espectador assíduo da coisa porque aquilo ainda está muito verde, acho eu. Admito que já espreitei um bocadinho mas nada de extraordinário. Uma coisa que me vem à cabeça neste tipo de programas é uma sala fechada, cheia de cães e atira-se um bife lá para dentro. Em alternativa, temos uma caixa cheia de formiguinhas a conviverem enquanto as observamos e estudamos o seu comportamento. Repito, este reality show vence aos pontos o Big Brother porque não é só atirar o bife para o meio deles, obriga-os a esconderem o segredo deles e a descobrir o dos outros. Isso não torna tudo mais ético, mas torna mais interessante. É a caixinha mágica a funcionar.
Sinceramente tenho dúvidas que estar a concorrer valha todas as contrariedades pelas quais eles passam. A ideia é que eles sejam quem normalmente são, ou seja, quem não gosta de lavar a loiça vai dizer que não gosta de o fazer, quem odeia ver tudo desarrumado vai gritar com todos. Quem gosta de coçar os tomates vai passar a coçá-los daqui a uns tempos. Nesta fase embrionária isto ainda não acontece porque eles têm noção que estão a ser vistos e usam a sua 'capa' social. Quando eles saírem da 'casa' no final do programa vão ter de sofrer um enorme update do que se passou em todo o mundo. Este constrangimento social e estar longe do mundo cá fora é o que me faz estar com o pé atrás sobre isto.

Queria pedir aos leitores a sua opinião sobre o delicado tema e que respondessem às questões aqui em baixo se quiserem: 

Eras capaz de entrar num reality show do género ?
- Por mais que critique, admito que sim.

Pretendes fazer parte de um reality show no futuro ?
- Depende do momento em que a oportunidade surgisse, do formato e do prémio, mas não está nos meus horizontes.

7 comentários:

- silvaaa ' disse...

Eu acho um reality show é uma merda. Mas talvez fosse capaz de entrar num, só que ia sair rapidamente porque detesto estar presa. E não, não faço conta de entrar num, não me estou a imaginar nas capas das revistas cor-de-rosa.

Isa disse...

Continuo a não conseguir achar piada ao reality show apesar de ter num formato um pouco diferente. Quanto as questões que colocaste, nunca digo nunca mas sinceramente acho que não entrava em nada do género. Não por falta de coragem mas sim por outras razões que se levantam à partida :)

catts ღ disse...

Já eu acho muita piada e concordo qd dizes que arrasou o BigBrother. Também não acompanho diáriamente, mas os bocados que vejo interessam-me. Por exemplo, há um que têm o comportamente de obsessivo compulsivo, mas lá dentro tem que se controlar pra não ser descoberto e isso não deve ser muito fácil; outros namoram mas não podem deixar que ninguém descubra (este mete-me imensa pena. tão perto mas tão longe). Anyway, para os portugueses isto é o melhor que há. Já que a maior parte de nós gosta deste tipo de coisas. (falo por mim, que sempre que vejo divirto-me a tentar descobrir).

Acho que não era capaz de participar numa coisa destas. Estar constatemente a ser viaja acho que me iria deixar um bocado desconfortável; e também não penso em futuramente ir participar num.

catts ღ disse...

vigiada*

Catarina disse...

Bem, também acho o programa interessante e muito mais que o Big Brother. Quanto às peguntas, talvez fosse capaz de entrar num para ver como é, embora duvide do facto de lá ficar muito tempo, dada a invasão de privacidade e a reviravolta da minha vida quando viesse cá para fora. Por isso, não, no futuro não pretendo entrar em nada do género. Há que preservar a inocência na minha vida! :b

Supertramp disse...

não era capaz de entrar porque acho que seria uma perda de tempo de vida :)

jessi disse...

concordo plenamente

- era sim senhora. mas talvez não fizesse as figurinhas que algumas pessoas que lá estão fazem.

- não é coisa que queira muito, mas se surgisse a oportunidade, porque não? :)